ENEL E SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA DISCUTEM PLANO DE MELHORIA NO FORNECIMENTO PARA A ZONA RURAL

Plano inclui ações imediatas, como um sistema de monitoramento de reincidências e a instalação de mais tecnologia na rede para garantir maior estabilidade no fornecimento


O presidente da Enel Distribuição Goiás, José Luis Salas, juntamente com toda a diretoria da Enel em Goiás, se reuniu nesta terça-feira (19) com o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto. Na ocasião, foi anunciado um plano para melhoria da qualidade do fornecimento na zona rural.

Foi apresentado um novo sistema de monitoramento que identifica os clientes que mais sofrem com reincidência, ou seja, onde a energia cai com mais frequência. Esses clientes serão priorizados tanto no atendimento emergencial quanto na realização de ações preventivas de manutenção, poda, limpeza de faixa e correção de defeitos, a fim de garantir maior estabilidade no fornecimento.

O diretor de Operações da Enel Goiás, José Januário, informou que as melhorias técnicas previstas para 2021 estão divididas em duas frentes: instalação de tecnologia na rede para reduzir as quedas de energia e a substituição gradativa de redes muito degradadas.

Segundo ele, para 2021, está prevista a instalação de mais de 1.000 tripsavers nas redes rurais, que são equipamentos que garantem a religação automática dos ramais monofásicos que atendem unidades rurais. “Com isso reduziremos consideravelmente o número de quedas de energia e a reincidência. Não precisaremos mais enviar uma equipe apenas para bater a chave e religar a energia, pois isso será feito automaticamente”, afirmou José Januário.

O diretor de Operações ressaltou, ainda, que nas redes que estão muito degradadas, será feita progressivamente a substituição. “Um exemplo é a região de Taquari, onde produtores rurais estavam sofrendo com uma rede muito antiga e degradada. Lá iniciaremos ainda em janeiro a construção de mais de 20 quilômetros de rede trifásica, além de 2,5 Km de rede monofásica, além da instalação de 3 religadores e 1 tripsaver. São obras que concluiremos este ano e que transformarão a realidade daquela região”, disse.

Também foram apresentados canais de atendimento exclusivo ao produtor rural, como o Whats App Rural - (62) 98591-9241 -, disponível todos os dias, 24 horas por dia, apenas para produtores rurais fazerem notificação de falta de energia. Por meio do aplicativo Apporteira, desenvolvido em parceria com a Federação da Agricultura do Estado de Goiás (Faeg), também é possível fazer o registro de falta de energia com facilidade e rapidez. “50% das notificações de produtores rurais em 2020 já foram feitas por meio dos canais digitais”, ressaltou Hugo Leandro, responsável de Lojas da Enel Goiás.

O secretário de Estado da Agricultura afirmou que a reunião foi satisfatória e que espera uma melhoria tanto na comunicação da Enel com a classe produtiva quanto na agilidade da solução dos problemas apresentados. Ele informou que todas as demandas serão repassadas à Enel formalmente e que uma nova reunião será agendada a fim de acompanhar a evolução desse plano.

De acordo com o diretor-presidente da Enel, José Luis Salas, o maior desafio da empresa em 2021 é mudar a realidade do fornecimento de energia na zona rural. “São regiões com redes muito antigas, degradadas, monofásicas, que precisam de muito investimento. Mas ressaltamos aqui nosso compromisso de, a partir desse plano de investimento, com ações de curto, médio e longo prazo, focar nossos esforços para garantir que os produtores rurais de Goiás tenham mais estabilidade e confiabilidade no serviço”, afirmou.

Sobre a Enel Distribuição Goiás 
A Enel Distribuição Goiás, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 237 municípios do Estado de Goiás, abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km². A Região Metropolitana de Goiânia representa a maior concentração do total de 3 milhões de clientes atendidos pela companhia. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.