Confira três receitas de pratos que trazem o sabor típico do período festivo com benefícios para a saúde

Pé de “Moleca” de Granola
Créditos: divulgação

Uma das festas mais tradicionais do Brasil, as festas juninas são esperadas e aguardadas por muitos. Neste ano, devido às medidas de isolamento social, a celebração acontece de forma diferente, sem as tradicionais celebrações. Desde abril de 2020, as buscas por sugestões e ideias de como fazer festas juninas em casa aumentaram 500% no Pinterest, segundo levantamento da própria plataforma. Outro aumento significativo na pandemia foi o ato de cozinhar em casa. 

Com variedade de alimentos de alto teor calórico, as celebrações costumam ter pratos típicos como arroz doce, pé de moleque, bolos, doces de milho, entre outros. Para não se preocupar em queimar calorias depois de queimar a fogueira em junho e julho, que tal preparar os quitutes tradicionais substituindo alguns ingredientes?

De acordo com a engenheira de alimentos Fabiane Costacurta, é possível saborear pratos juninos com receitas que trazem benefícios à saúde e não pesam na balança. “Com o uso de alimentos integrais e produtos que substituem o açúcar, é possível preparar receitas deliciosas e celebrar a festa junina”, destaca Fabiane, que é especialista em assuntos regulatórios da Jasmine Alimentos, indústria especializada em produtos saudáveis.

Para tornar o “arraiá” ainda mais completo, confira três receitas típicas e saudáveis para curtir o "festerê" e, ainda, cuidar da saúde.

Pé de “Moleca” de Granola

Ingredientes

  • 2 colheres (sopa) de Açúcar Mascavo Jasmine
  • 1 colher (sopa) de água
  • 1 xícara (chá) de Granola de Castanha-de-caju Jasmine
  • 1 pitada de canela 

Modo de preparo: em uma panela, cozinhe, em fogo baixo, o açúcar mascavo e a água. Vá mexendo, por aproximadamente 2 a 3 minutos, até dar ponto de “fio”. Depois, acrescente a granola e a canela. Misture tudo, coloque em uma forma pequena untada e aperte bem. Corte previamente antes de esfriar e sirva. 

Arroz doce Saudável 

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de Arroz Cateto Integral Jasmine
  • 500 ml de Bebida Biovegetal Orgânica de Arroz com Amêndoas Jasmine
  • ½ xícara (chá) de Açúcar Fit Jasmine
  • 2 canelas em pau
  • 4 cravos-da-índia
  • 2 colheres (sopa) de Granola de Castanha-de-caju Jasmine

Modo de preparo: cozinhe o arroz com a bebida vegetal, o açúcar, a canela e o cravo por cerca de 30 minutos em fogo baixo, até adquirir consistência cremosa. Retire a canela e o cravo e sirva com a granola por cima, para proporcionar uma experiência sensorial diferente! Obs: açúcar Fit Jasmine adoça 2 vezes mais que o açúcar comum.

Bolo Junino Fit

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de Bebida Vegetal Orgânica de Aveia Jasmine
  • ½ xícara (chá) de óleo vegetal 
  • ½ xícara (chá) de Açúcar Fit Jasmine
  • 1 xícara (chá) de Farinha de Trigo Integral Jasmine
  • 1 xícara (chá) de Granola de Castanha-de-caju Jasmine
  • ½ xícara (chá) de amendoim torrado
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 3 ovos

Modo de preparo: bata todos os ingredientes no liquidificador exceto a granola. Após obter uma mistura homogênea acrescente a granola e misture com uma colher. Unte uma forma e enfarinhe. Se quiser, polvilhe um pouco de granola e amendoim triturado e, depois, despeje a massa. Asse em forno preaquecido a 180°C por 40 minutos ou até que a massa fique dourada por cima. 

Sobre a Jasmine Alimentos

A Jasmine Alimentos é uma empresa referência em alimentação saudável. Com produtos categorizados em orgânicos, zero açúcar, integrais e sem glúten, a marca visa atingir o público que busca alimentos saudáveis de verdade e qualidade de vida. A operação da Jasmine começou de forma artesanal há 30 anos, no Paraná. A Jasmine está consolidada em todo Brasil e ampliando sua atuação para a América Latina. Desde 2014 a marca pertence ao grupo francês Nutrition et Santé, detentor de outras marcas líderes no segmento saudável na Europa.

Mais informações: www.jasminealimentos.com 


  

Ser produtor de leite no Brasil é disputar uma queda de braço frequente com os custos de produção. Até o momento, os preços pagos subiram cerca de 37% enquanto os gastos com a produção evoluíram na ordem de 36%, de acordo com levantamentos das principais consultorias do mercado pecuário.

Obter renda extra foi a solução encontrada pelos participantes do Projeto Macho Leiteiro para lidar com as constantes oscilações negativas na margem de lucro. Criada pela Agrocria Nutrição Animal e Sementes, a iniciativa consiste na engorda dos machos para abate.

Normalmente, esta categoria é descartada logo após o nascimento nas fazendas leiteiras ou vendida por um valor “simbólico” de R$ 30,00, mas a empresa desenvolveu um protocolo nutricional que ajuda o produtor lucrar até 26 vezes mais com o mesmo animal.

“Quando um produtor apenas descarta o macho está perdendo muito dinheiro. Ao fazer a engorda de forma profissional, ele pode lucrar R$ 800,00 ou mais por cabeça abatida”, informa Flávio Henrique Vidal Azevedo, supervisor Técnico Comercial da Agrocria em Goiás. Importante ressaltar que se trata de lucro, não faturamento.

Em 2021, a cotação da arroba da vaca gorda tem orbitado os R$ 290,00 e como os animais participantes do projeto são abatidos com uma média de 12@, o faturamento chega R$ 3.480,00 por cabeça. Animais com menos de 15@ são vendidos com o valor de vaca e não de boi gordo. Já o custo de produção, dentro do protocolo, é de, aproximadamente, R$ 2.800,00 por cabeça.

Ou seja, o pecuarista tem lucro de 27% na operação, usando a mesma estrutura e mão de obra disponíveis na fazenda. Mas, segundo Flávio Henrique, os ganhos podem variar, pois alguns produtores tornaram-se também confinadores, recriando gado leiteiro magro no cocho.

“Nesta modalidade, o produtor de leite lucra de R$ 500,00 a R$ 1.000 por cabeça, dependo do valor pago na compra do animal”, estima o supervisor Técnico Comercial da Agrocria. Hoje, os produtores desembolsam entre R$ 800,00 e R$ 1.300,00 no bezerro leiteiro.

Desempenho no frigorífico

Diferentemente do que se imagina, gado leiteiro também pode apresentar bom retorno no gancho, basta fornecer a nutrição adequada. Mesmo quando se trata de um animal com 100% de sangue europeu, como é o caso das raças Holandês, Jersey e Pardo-Suíço, os resultados impressionam.

“Quando esses animais são terminados da forma convencional, a pasto, a qualidade e o rendimento de carcaça ficam muito aquém do desejado. Podem até gerar penalizações no frigorífico. Porém, com o uso de uma dieta altamente energética, revertemos a situação”, explica Flávio Henrique.

De acordo com ele, o protocolo nutricional estabelecido no Projeto Macho Leiteiro resulta em carcaças com 3mm de acabamento – se for um macho castrado – e rendimento de carcaça de até 53%. “Os melhores resultados aparecem nos bezerros de ano, que são terminados com peso de 12@”, ressalta.

Como funciona o Projeto Macho Leiteiro?

A tecnologia é bem simples, basta o produtor fechar uma baia ou curral de 15 m² considerando um espaçamento de 40 a 50 cm por cabeça no cocho e fornecer a dieta de alto grão balanceada com o suplemento Engordin na proporção de 15% produto e 85% grão.

Mas antes de fornecer a dieta total é necessário fazer uma adaptação de 15 a 21 dias. O Projeto Macho Leiteiro foi criado em 2009 por um dos fundadores da Agrocria, o médico-veterinário Ricardo Scartezini, quando foi lançada, de forma pioneira, a linha Engordin, pois a dieta de alto grão ainda não havia sido adaptada à pecuária brasileira.

Engordin é um concentrado proteico, mineral e vitamínico para preparo de ração com milho grão inteiro para bovinos de corte mantidos a pasto ou em sistema de confinamento. “Mesmo quem compra bezerros leiteiros de terceiros consegue rentabilidade acima de qualquer investimento bancário atrelado à taxa Selic nos dias de hoje”, compara o supervisor da Agrocria.

www.agrocria.com.br

Com a vacinação avançando, as escolas públicas e particulares da capital mineira seguem recebendo cada vez mais estudantes para as aulas presenciais. Mesmo com os rígidos protocolos exigidos pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, algumas instituições de ensino estão investindo ainda mais na segurança da comunidade escolar. Como exemplo, há os colégios que decidiram instalar o ÁguaàLaser, criação genuinamente mineira que conquistou o Brasil por ser eficaz na prevenção à contaminação de fungos, bactérias e vírus, como o que causa a Covid-19.


A invenção, criada e patenteada pelo empreendedor mineiro Muriel Ornela, que é o CEO da empresa Beloar, consiste em um sensor infravermelho que dispensa o contato com torneiras e botões para pegar água em garrafas e copos. Com a instalação do equipamento, que pode ser adaptado em qualquer tipo de bebedouro, o risco de ser contaminado por qualquer microrganismo que esteja na superfície e possa prejudicar a saúde é totalmente anulado. Em Belo Horizonte, 40 escolas públicas e 36 instituições de ensino particulares adotaram a tecnologia, além de universidades, repartições públicas e indústrias. Ao todo já foram vendidas mais de 2.500 unidades para todo o Brasil desde o início da sua comercialização, em junho de 2020.


De acordo com Muriel Ornela, a instalação do ÁguaàLaser acaba se tornando uma medida eficaz e econômica para as escolas. "O uso do bebedouro com jato inclinado, aquele em que a pessoa bebe água direto da bica e que o contato manual para o acionamento da torneira é necessário, não é recomendado pela Anvisa e já foi proibido pela Prefeitura de Belo Horizonte, justamente pela necessidade de apertar botões e ter que aproximar o rosto para beber água. Com o nosso produto, que é facilmente adaptado nos bebedouros já existentes, não é necessário interditar os bebedouros e muito menos comprar bebedouros com sensor de fábrica, que são bem mais caros. Além disso, ao adaptar os bebedouros com o nosso sensor touchless, a necessidade de instalação de pia, dispensador de álcool ou qualquer outra substância sanitizante ao lado do bebedouro será eliminada, pois os usuários poderão pegar água em seus recipientes individuais sem precisar tocar em nada. O ÁguaàLaser já é utilizado com eficiência por diversos órgãos públicos, empresas e instituições de ensino", relata o empreendedor.


"Muitas vezes, o brasileiro possui o hábito de não agir preventivamente. O ÁguaàLaser é uma tecnologia que já deveria existir, pois todo mundo encosta a mão nos bebedouros para beber água, é algo muito anti-higiênico. Se você fizer uma pesquisa perguntando se as pessoas estão seguras em beber água em bebedouros de uso coletivo, aposto que, ao pensarem sobre a resposta, irão responder que não é algo que traz uma total segurança para a sua saúde e higiene. Com o nosso dispositivo, elas vão se sentir mais seguras e consumir mais água, mesmo nos locais públicos. O impacto desta tranquilidade de consumir água em ambientes públicos pode ser uma maior hidratação para a população, aumentando a imunidade, principalmente agora no inverno. Isso irá ser benéfico para empresas e o governo, pois reduzirá as faltas dos trabalhadores e os gastos públicos com o sistema de saúde", opina Muriel Ornela.


Ao evitar o contato físico com superfícies, o benefício vai além de evitar a Covid 19, pois várias outras doenças podem ser evitadas, principalmente no inverno, onde há um aumento de circulação de vírus e casos de doenças respiratórias. Desta forma, o dispositivo touchless tem grande importância dentro das estratégias de prevenção a contaminações.


Confira alguns microrganismos que podem ser prejudiciais à saúde humana e que, nos bebedouros convencionais, são facilmente transmitidos:

Bactérias:

Acinetobacter spp. (Infecção do trato respiratório, pneumonia, infecção da ferida, bacteremia)

Campylobacter spp. (Gastroenterite - diarreia)

Clostridium difficile (Gastroenterite - diarreia, colite pseudomembranosa)

Enterococcus spp (Endocardite, meningite, infecção relacionada ao cateter hospitalar)

Escherichia coli (Gastroenterite - diarreia, peritonite, infecção do trato urinário)

Klebsiella spp. (Infecção do trato urinário, pneumonia, infecção do trato respiratório)

Salmonella spp. (Febre entérica, gastroenterite-diarreia)

Staphylococcus spp (Gastroenterite-diarreia, infecção de pele, pneumonia, infecção relacionada ao cateter hospitalar)

 

Fungos:

Aspergillus spp. (Infecção pulmonar, infecção de pele, infecção do sistema nervoso central, endocardite)

Candida spp. (Candidíase oral e vaginal)

 

Vírus:

Coronavírus spp. SARS (síndrome respiratória aguda grave) e MERS (síndrome respiratória do Oriente Médio)

Influenza vírus (Gripe)

Norovirus (Gastroenterite - diarreia)

Rotavirus (Rotavirosos – diarreia aguda)


Inclusão social e acessibilidade

Além de evitar a contaminação por doenças, o ÁguaàLaser proporciona outros benefícios importantes, como a melhoria na acessibilidade para pessoas com deficiência. "Além da Covid-19 e prevenção de vírus, o produto atua também na linha do importante assunto que é um dever de todos: contribuir para que a sociedade seja mais inclusiva. Com a liberação do fluxo de água por sensor de aproximação, idosos, pessoas que sofreram AVC ou a perda de movimentos, cadeirantes e pessoas amputadas poderão consumir água com mais facilidade. Isto se dá pelo motivo que, diferente dos bebedouros convencionais, só será preciso usar uma das mãos para beber água, ou seja, bastará aproximar o copo ou garrafinha à frente da torneira de sensor que a água sairá. Isto gera uma maior independência e aumenta a autoestima destas pessoas com necessidades especiais", exemplifica.


A Beloar desenvolveu três tipos de torneiras com sensor que se adaptam aos principais bebedouros do mercado: bebedouro industrial, bebedouro de pressão e bebedouro acessível. Esses modelos são os mais comuns, pois são ligados na rede hidráulica e abastecidos por água encanada, previamente tratada pela estação de tratamento da cidade.


Tecnologia nacional

O CEO da Beloar explica que o principal obstáculo tecnológico enfrentado pela equipe foi fazer com que o sensor infravermelho funcionasse no sol, o que é comum em escolas, já que muitos bebedouros ficam em locais que recebem raios solares em algum período do dia. "Começamos a conceber o produto com um sensor que já vinha pronto de fábrica, mas foi preciso criar um próprio, com uma tecnologia e código fonte desenvolvida por nós. Todos os sensores infravermelhos comercializados, inclusive de torneiras de grandes fabricantes nacionais e internacionais, como a XIAOMI, não possuem tal tecnologia e ou não funcionam no sol (não sai água quando o produto está exposto ao sol) ou sai água sem cessar (o sensor aciona sozinho e libera água sem necessidade). Todos esses fabricantes que utilizam esse tipo de sensor nas torneiras orientam que o produto não fique exposto ao sol, mas a maioria dos bebedouros ficam em áreas abertas e não poderia ter essa restrição. Com esse impasse, nossos engenheiros trabalharam muito no laboratório com testes e ensaios e conseguiram chegar em uma variável em que o produto funciona em qualquer ambiente, além de termos conseguido alcançar um custo inferior a qualquer sensor do mercado. Podemos dizer que apesar de ser uma empresa nacional e de pequeno porte, conseguimos superar a tecnologia de grandes indústrias nacionais e internacionais, e viabilizar a prevenção contra a Covid-19 nos bebedouros com um custo acessível", completa.


Site da empresa: www.beloar.com.br

Loja on-line: https://loja.beloar.com.br/

 


Livre de vírus. www.avast.com.



Acontece nesta quarta-feira a partir das 19 horas a audiência pública remota para discutir a implantação de Centros de Juventude nas regiões administrativas do Distrito Federal, por meio do aplicativo Zoom e transmitido ao vivo pela TV Web CLDF



A iniciativa é do deputado Delmasso, vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, autor do projeto de lei 1431/2020 e objetiva o diálogo entre os jovens e o poder  público, de modo que a juventude e a população, possam participar no direcionamento das ações e políticas voltadas à institucionalização e implementação de centros de Referência de Juventude em cada região administrativa da capital, nos moldes dos centros de Juventude já existentes nas cidades da Estrutural, Samambaia e Ceilândia.

Para Delmasso, a criação dos centros de Referência de Juventude é uma urgência para a população. "Diariamente nos deparamos com jovens que não tem oportunidades e acabam evadidos das escolas e isso gera um ciclo vicioso. O jovem que não tem seus direitos constitucionais garantidos está muito mais sujeito a entrar para o mundo das drogas e ser levado à criminalidade, e, por isso, criar ações e atividades, onde poderemos preparar e encaminhar esse esse jovem para o mercado de trabalho, à serviços de saúde específicos, cursos profissionalizantes, à prática de esportes, espaços de lazer e assim por diante, aproveitando, sobretudo, as ações e políticas públicas já existentes, como é o caso dos centros de Juventude, que tem feito um excelente trabalho de resgate dos jovens, é definitivamente uma política pública necessária e urgente", afirma.

Hoje, existem mais de 48 milhões de habitantes entre 15 e 29 anos de idade no Brasil, o que alcança uma prevalência de quase 35% da população.  No Distrito Federal, os jovens representam 25% da população, o que corresponde a mais de 717 mil jovens, reforçando a necessidade de se criar esses centros, haja vista que a juventude está cada vez mais ativa e participativa, mas ainda carece de ações e serviços que viabilizem e garantam seus direitos.

Kedson Rocha, secretário de Juventude do Distrito Federal, afirma que, se aprovado, o PL 1431/2020 será uma grande conquista e um verdadeiro marco para os jovens. "A minha experiência me mostrou que muitos jovens escolhem o caminho errado simplesmente porque não tem outra opção. O único apresentado é o das drogas e da criminalidade. A partir do momento que mostramos uma nova perspectiva e damos oportunidades, estamos motivando esse jovem a seguir no caminho certo. Portanto, a aprovação desse projeto é um passo gigante para garantirmos espaço, ferramentas, inclusão e capacitação para que os jovens sigam para o caminho certo, que é o do crescimento e dignidade de que tanto falamos", pontua.

Ainda de acordo com o chefe da pasta, o trabalho que já vem sendo realizado nos centros de Juventude do Distrito Federal é fundamental para a implantação de alternativas de desenvolvimento nas comunidades, promovendo a participação social e cultural dos jovens cidadãos, ampliando suas perspectivas de vida e oportunizando qualificação profissional, desenvolvimento pessoal e físico.

Os Centros de Juventude são espaços de convivência criados para o acolhimento e desenvolvimento integral dos jovens por meio de ações nas mais variadas áreas, como educação, cultura, saúde, cidadania, inclusão social, entre outras, além de ações sociais de desenvolvimento comunitário, constituídos pela Lei nº 5.142, que instituiu a Política Distrital de Atenção ao Jovem.

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as atividades que antes eram presenciais foram adaptadas à modalidade online com a promoção de aulas virtuais e de acompanhamento dos cursos por meio da plataforma Moodle.

De maio de 2020 a maio de 2021 foram emitidos 2124 certificados de cursos e oficinas ofertadas nos centros de Juventude.

Confira o Projeto de Lei

Evento: Audiência Pública Remota para discutir sobre o PL 1431/2020 - Implantação dos centros de Juventude
Data: 23/6/21 - Quarta-feira
Horário: 19h
Link: https://cl-df-gov-br.zoom.us/j/2904821982
ID: 290 482 1982
Senha: 105098

Transmissão ao vivo pela TV WEB CLDF e pelo Portal e-Democracia.



  A beleza e as cores dos canteiros de Brasília, agora podem colorir o seu jardim  



A Novacap por meio do Departamento de Parques e Jardins colocou à venda, mudas excedentes de flores e arbustos que fazem parte dos programas de arborização, compensação ambiental, paisagismo e manutenção dos jardins públicos de Brasília.

Compra de mudas
Com mais de 600 espécies diversificadas, o Viveiro I cultiva mudas que mantém a cidade o ano inteiro florida. Semanalmente, as mudas excedentes, de várias espécies, são disponibilizadas para a compra para a população, com preço acessível.

 "Os canteiros de Brasília estão sempre ornamentados com flores e arbustos pomposos e alegres. Muito elogiados e admirados por sua beleza. Com o excedente da nossa produção, a população ganha à oportunidade de ter em casa, exemplares dessas espécies, que ficam floridas o ano inteiro e são fáceis de serem cuidadas", ressalta Raimundo Silva, diretor do DPJ.

 Espécies como petúnia, alamanda, dália, palmeira sabal e calistemo estão disponíveis, esta semana, para compra. O valor, a partir de R$ 0,90 (noventa centavos), pode sofrer alteração de acordo com a espécie e tamanho da muda.

Você pode adquirir as plantas e arbustos na sede do Viveiro I, no Park Way, por meio do pagamento, exclusivo, em boleto. O valor arrecadado com as vendas é em parte revestido para a manutenção dos Viveiros I e II de plantas e árvores da Novacap.

Mudas para doação
A Novacap não vende, nem doa mudas de árvores, pois elas são de uso exclusivo do plano de arborização do Distrito Federal. Já as mudas excedentes de flores e arbustos podem ser doadas, desde que cumpridos os requisitos da Companhia.

Requisitos: o cidadão deve apresentar Ofício ou Carta do Órgão ou Entidade, solicitando a quantidade para doação e sua finalidade. Registrar a solicitação do serviço pelos canais oficiais da ouvidoria (www.ouv.df.gov.br), central 162 ou presencialmente em qualquer ouvidoria do GDF. Se, aprovado, aguardar até 60 dias para o recebimento.

Não são feitas doações para pessoas físicas.
• Mudas, a partir de R$ 0,90 (noventa centavos)
• O valor varia de acordo com a espécie e o tamanho da muda
• As mudas não são vendidas em grande escala
• A Novacap não realiza a venda de árvores, pois elas são de uso exclusivo do plano de arborização do DF
• O valor arrecadado é revestido para a manutenção dos Viveiros.
• Formas de pagamento: exclusivamente boleto bancário (não é aceito dinheiro, nem cartão)
• Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 11h e das 13h às 15h
• Local: Vivieiro I, Park Way.
• Contato: (61) 3386-1100

6/23/2021 12:16:00 AM


Emissora lidera na média dia (19/06) e concorrentes se apavoram



A liderança está virando rotina na Record em Brasília. A emissora foi líder na média dia (07:00 às 00:00) no sábado, 19 de junho. No dia anterior (18/06) já era líder na faixa (07:00 às 20:00). A Record vem em uma crescente de audiência: no compilado da semana a emissora conquistou 2.639 minutos na liderança.

O Hoje em Dia, Balanço Geral DF e Cidade Alerta DF reforçam a grande fase da emissora, tendo em vista que os três programas foram líderes de audiência na média semanal (14/06 – 20/06).

A Globo e o SBT estão fazendo de tudo para tentar frear a concorrente, porém em vão. Estão entrando mais cedo nos telejornais locais, mudando o comando de seus programas e realizando links locais nos programas nacionais. Tudo para tentar bater a programação da Record.

Isso é o reflexo de um trabalho árduo que a emissora vem fazendo com mais de 7 horas e meia de telejornalismo local, além de grandes produções em suas telenovelas e reality show



Serão beneficiadas famílias com renda de até três salários mínimos. A ação faz parte do programa Goiás Social, que ajuda população em situação de vulnerabilidade em todas as regiões do Estado. "Vamos romper as desigualdades regionais, e dar aos mais pobres cidadania e dignidade", afirma o governador Ronaldo Caiado  


O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), publica edital para credenciamento de empresas de arquitetura, engenharia e assistência social que serão contratadas para realizar projetos para reformas, ampliações e melhorias de 4.550 moradias em 152 municípios.

Os recursos disponíveis são da ordem de R$ 6,1 milhões para esta primeira fase de elaboração dos projetos. Para a execução das obras, que será contemplada em novo edital, serão disponibilizados mais R$ 90 milhões, também do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege).

Serão beneficiadas famílias com renda de até três salários mínimos. A ação faz parte do programa Goiás Social, coordenado pelo Gabinete de Políticas Sociais (GPS), que ajuda famílias em situação de vulnerabilidade social e congrega várias áreas da administração estadual.

"Objetivo é atender a demanda da população. Vamos romper as desigualdades regionais, e dar as regiões mais pobres de Goiás cidadania e dignidade", afirma o governador Ronaldo Caiado ao falar sobre os investimentos na área habitacional.

 "O governador Ronaldo Caiado disponibilizou recursos para execução desse importante programa que vai mudar a vida de milhares de famílias que vivem em habitações precárias. Estamos conclamando arquitetos, engenheiros e assistentes sociais de todo o Estado para se unirem a nós nesse grande trabalho. Neste primeiro momento o foco são os projetos de arquitetura/engenharia", afirma Lucas Fernandes, presidente da Agehab.

De acordo com ele, mesmo que a empresa tenha capacidade para executar apenas 20 projetos, ela pode participar do credenciamento. "Queremos todos, vamos somar esforços para alcançar essa grande meta. É um programa arrojado, estamos construindo uma rede de parcerias, de forma transparente e com editais públicos".

A Agehab já se reuniu com os Conselhos de Engenharia e Agronomia (Crea-GO) e Arquitetura e Urbanismo (Cau-GO) em busca de apoio na divulgação dos editais junto aos seus profissionais. A proposta também será apresentada aos conselhos de Brasília. Lucas Fernandes reforça que pequenos escritórios de todo o Estado podem participar do credenciamento para atuação regional nos projetos demandados pela Agehab. Também deve integrar a equipe um profissional de serviço social, que pode ser terceirizado.

O chamamento público nº 006/2021 foi publicado no Diário Oficial do Estado, edição do dia 18/06/2021, e já está disponível no site da Agehab (www.agehab.go.gov.br).

As organizações interessadas em participar da seleção já podem encaminhar a documentação pelo e-mail: protocolo@agehab.go.gov.br. Mais informações ou esclarecimento de dúvidas pelos telefones (62) 3096-5014, 3096-5017 e 3096-5024.

Foto: Sérgio William



A magistrada analisou a ação conjunta protocolada pelos governadores e entendeu que a convocação da CPI da Covid fere a autonomia dos três poderes e pacto federativo


Foto: Pedro Campos.

Governadores não podem ser convocados para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (21) pela  ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Rosa Weber também pediu ao  presidente do Supremo, Luiz Fux, que coloque o tema para ser decidido em plenário ainda nesta semana. A decisão da ministra libera os  governadores da obrigação de depor na Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado. Eles podem comparecer como convidados de forma opcional.

"Ante a excepcional urgência e relevância do caso, solicito ao eminente Ministro Luiz Fux, Presidente do Supremo Tribunal Federal, a convocação de sessão virtual extraordinária, para o fim de submeter ao referendo do Plenário desta Casa a presente decisão, com a proposta de que seja realizada entre os dias 24.6.2021 e 25.6.2021 ou, não havendo essa disponibilidade, em outra data a ser determinada com a maior brevidade possível", diz trecho da decisão de Rosa Weber.




A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) foi criada através de lei, em 19 de setembro de 1956, pelo então presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek de Oliveira. A finalidade única era gerenciar e coordenar a construção da nova Capital do Brasil. Em 21 de abril de 1960, a Capital foi inaugurada, entretanto muita coisa ainda deveria ser feita para que a cidade tivesse condições de ser a Capital do País, efetivamente




Com este objetivo, a Novacap continua existindo, como uma empresa pública, tendo como sócios a União e o Governo do Distrito Federal, com 43,33% e 56,67% de ações, respectivamente. Por ser uma empresa do Governo do Distrito Federal, a Novacap é o principal braço executor das obras de interesse do Estado, e sua vinculação é direta com a Secretaria de Estado de Obras.

É com essa missão que a Novacap entregou o novo parquinho e PEC para a população da M-Norte. A pandemia trouxe vários desafios, entre eles, a forma de proporcionar lazer de maneira saudável e ao ar livre, às crianças

Por meio do Programa Cidade Sempre Viva, a Novacap entregou para a população da quadra QNM 38, na M – Norte, parquinho e PEC completamente revitalizados. A demanda é uma reivindicação antiga dos moradores da região que está sendo atendida agora, na gestão do governador Ibaneis Rocha.

Cerca de R$ 200 mil foram investidos nas reformas, por meio de obra direta da Novacap. O parquinho ganhou brinquedos novos, pintura anti ferrugem, sistema de drenagem, bancos de concreto, calçada, alambrado e areia fina. Além disso, um novo Ponto de Encontro Comunitário ( PEC) foi instalado para que jovens e adultos possam se exercitarem ao ar livre.

 "Essa é uma reivindicação antiga da população. O espaço estava abandonado há cerca de 10 anos e, agora, a Novacap está atendendo a demanda a pedido do governador Ibaneis Rocha", declarou o chefe da Divisão de Conservação e Reparos da Novacap, Pedro Isaac.

 E, não para por aí. O Programa Cidade Sempre Viva entregará, até o fim de julho, a reforma completa da Feira Permanente da M Norte, que fica localizada ao lado do Playground. O espaço contará com novos banheiros, bancas reformadas, sinalização, estacionamento, calçada, pintura, alambrado, sistema de combate à incêndio e acessibilidade.

É mais dignidade para feirantes e comunidade. É trabalho da Novacap, é tempo de ação por todo o canto.



Em reunião com diretoria da Fecomércio, governador Ibaneis Rocha e empresários avaliam retomada da economia para o último trimestre


Foto: Renato Alves.

Em reunião com a diretoria da Fecomércio-DF nesta terça-feira (22), o governador Ibaneis Rocha demonstrou entusiasmo com as projeções de economistas para um crescimento de 7% para o Distrito Federal no último trimestre do ano. O chefe do Executivo falou das ações de governo para estimular essa retomada da economia e ouviu demandas dos diretores do setor produtivo, entre elas a adoção de medidas menos restritivas para fortalecer bares, restaurantes e o setor de eventos.

Durante o encontro, Ibaneis falou das obras em andamento no DF; da liberação de meio bilhão de reais para a construção do Corredor Eixo Oeste; e da redução e postergação de tributos, entre outros assuntos | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

"Nós temos unido esforços com a Fecomércio e o setor produtivo, de modo a fazer a máquina girar. Hoje, o DF tem uma situação diferente de outros estados, o BRB emprestou em torno de R$ 9 bilhões aos empresários. Postergamos e isentamos tributos e existe uma expectativa muito boa para o segundo semestre, principalmente para o último trimestre de um crescimento de 6% a 7%", afirmou Ibaneis Rocha.

O governador falou das obras em andamento no DF; da liberação de meio bilhão de reais em recursos para a construção do Corredor Eixo Oeste; da redução e postergação de tributos; e ainda destacou a expectativa do governo com a ampliação da cobertura vacinal da covid-19. "Esperamos em breve, com o aumento da vacinação, ampliar o horário de funcionamento dos bares e restaurantes, mas temos que ir com calma porque há um receio de uma terceira onda", apontou.

Luos
Pela Fecomércio, os diretores pediram esforços do governo na aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLC) da revisão da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos). Eles também destacaram a necessidade de atuar junto ao Legislativo, para concluir a revisão e atualização do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (Ppcub) e a aprovação de medidas de ajuda ao setor de eventos, dos postos de gasolina e de fármacos.

Para o presidente da Fecomércio, José Aparecido Freire, "o setor produtivo precisa do Executivo e do Legislativo para ter sucesso nas ações. O senhor [governador] tem sido um parceiro e procurado nos atender no que é possível, sempre com muito diálogo e encaminhado as soluções possíveis", elogiou.

Freire também elogiou o empenho do governo em ajudar na retomada do crescimento dos setores da construção civil e atacadista. "Agradecemos todos os atos que o senhor tem tomado com coragem para ajudar o setor produtivo nessa retomada do crescimento", afirmou.


O projeto foi aprimorado com base em amplo debate, que envolveu técnicos, especialistas, pesquisadores, estudantes, professores e gestores



A Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) da Câmara Legislativa aprovou o PLC 34/2020, de autoria do Poder Executivo, que autoriza a criação e define as áreas de atuação da Universidade do Distrito Federal (UnDF), em reunião extraordinária remota desta segunda-feira (21). Para o relator, Jorge Vianna (Podemos), a instituição vai promover o desenvolvimento regional do DF. No entanto, ele considerou o valor de investimento previsto, de R$ 4,6 milhões em 2021, insuficiente. "É muito inferior ao que entendemos necessário para a criação e manutenção mínima de uma universidade, o que pode colocar em risco os atuais projetos da Escola Superior de Ciências em Saúde", afirmou.

De acordo com o distrital, a UnDF, para cumprir a estimativa de oferecer 20% das vagas da UnB, deveria receber R$ 398 milhões ao ano. Vianna também cobrou do Governo a apresentação do plano de implantação; a definição de cursos e vagas; a indicação das fontes de recursos permanentes; e o esclarecimento sobre as áreas onde serão estabelecidas as unidades da UnDF. A presidente da CESC, Arlete Sampaio (PT), parabenizou o GDF pela iniciativa. "Não é uma decisão fácil porque envolve recursos financeiros, mas é extremamente necessária". Ela frisou que o PL aponta as diretrizes, mas é necessário construir o estatuto e o regimento para atender devidamente aos anseios da sociedade.

Arlete Sampaio também demonstrou preocupação com a sustentabilidade econômica da UnDF e defendeu a integração com outras universidades e com o setor produtivo. Para ela, a nova instituição deve se preocupar com a formação de professores, médicos e enfermeiros com objetivo de suprir a demanda da própria rede pública do DF. Rodrigo Delmasso (Republicanos) chamou a atenção para a necessidade de a UnDF considerar as novas tendências de mercado, a fim de acabar com o problema do desemprego de jovens no DF. "Que seja voltada para as novas profissões e também àquilo que estamos vivendo hoje, que é o avanço da tecnologia da informação. Que os gestores não olhem para o retrovisor, mas para o futuro", afirmou. Delmasso também destacou a importância de facilitar o acesso dos jovens de baixa renda ao ensino superior.

De acordo com Leandro Grass (Rede), o Projeto foi aprimorado com base em amplo debate, que envolveu técnicos, especialistas, pesquisadores, estudantes, professores e gestores. "Podemos considerar como um case de sucesso na harmonia e independência entre os poderes. Os ajustes representam grande avanço, dando à UnDF a cara e contribuição da sociedade". Entre os pontos de aprimoramento, ele destacou a autonomia universitária, garantindo eleição direta dos reitores, e a ênfase no "tripé acadêmico" ensino, pesquisa e extensão.

A Comissão também aprovou o PL 1425/2020, que inclui no Calendário Oficial de Eventos do DF a "Semana das Práticas Inovadoras para as Altas Habilidades/Superdotação", a ser comemorada anualmente na terceira semana de agosto. "Entendemos que o presente projeto de lei tem um papel fundamental para as escolas do DF, visando consolidar o atendimento que já é realizado na rede pública e em muitas escolas particulares", ressaltou o autor da proposta, Leandro Grass.

Foi aprovado ainda o PL 1698/2021, na forma do substitutivo, que dispõe sobre a obrigatoriedade e permanência de fisioterapeuta nas maternidades, nos centros obstétricos e nos programas de assistência obstétrica. Conforme o texto, de autoria de Robério Negreiros (PSD), esses profissionais devem fazer parte das "equipes multiprofissionais, em tempo integral, para assistência às pacientes internadas, objetivando o bem-estar da gestação e da vida da parturiente". A CESC aprovou na reunião o PL 667/2019, de Delmasso, que obriga todas as unidades de saúde do DF a possuir sistema anti-incêndio para prevenção de acidentes.

Também de Delmasso, com coautoria de Hermeto (MDB), foi aprovado o PL 1472/2020, que reconhece como de relevante interesse cultural, social e econômico do DF a Feira Permanente da Candangolândia. Do deputado licenciado Fernando Fernandes (sem partido), foi aprovado o PL 1746/2021, que assegura ao usuário do sistema de saúde público ou privado do DF o direito de filmar ou fotografar o ato de vacinação. Jorge Vianna apresentou substitutivo para "resguardar o direito de imagem do profissional de saúde".

Na mesma reunião, foi aprovado ainda o PL 1616/202, que proíbe o uso de dietilenoglicol em qualquer fase de produção de cervejas no DF. Segundo o autor, Cláudio Abrantes (PDT), a substância oferece risco de intoxicação aos consumidores.

6/22/2021 10:18:00 PM


O parlamentar recebeu reclamações dos moradores e pede para que a casa seja instalada em outro endereço da cidade


Fotos: Rogério Lopes.

O vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Delmasso (Republicanos), enviou um ofício à secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha pedindo a remoção da Casa de Passagem instalada na QE 15 do Guará II. O parlamentar recebeu reclamações dos moradores e pediu à pasta para que as atividades de recuperação de pessoas em situação de rua fossem realizadas em um novo endereço.

Delmasso reconhece a importância do trabalho das Casas de Passagem na recuperação dessas pessoas que estão às margens da sociedade, mas considera que é necessário ouvir os dois lados e atender as demandas dos moradores.

Ainda no ofício, o deputado colocou seu gabinete e equipe à disposição para trabalharem juntos em uma saída que seja viável para manter a Casa que cuida de pessoas em situação de rua e, ao mesmo tempo, atender às reivindicações dos moradores da QE 15.

"Este trabalho é muito importante para nossa cidade. Essas pessoas precisam ser cuidadas e amparadas, ainda mais neste momento delicado que estamos vivendo. Por isso, precisamos encontrar uma solução que atenda ambos os lados", disse Delmasso.



O PL nº 1.891/21 altera a LDO para dar garantia ao Programa Emergencial de Crédito Empresarial do Distrito Federal (Procred-DF)



Em esforço concentrado para limpar a pauta de votações antes do final do semestre legislativo, a Câmara Legislativa apreciou dezenas de proposições nesta terça-feira (22). Entre elas, foram concluídas as análises de dois projetos voltados, diretamente, para o segmento empresarial do DF. Ambos tiveram a redação final aprovada e agora vão à sanção do governador Ibaneis Rocha.

De autoria do Executivo, o projeto de lei nº 1.920/21 reduz as alíquotas de multas cobradas sobre o ICMS não recolhido por empresários durante o período da pandemia de Covid-19. Já o PL nº 1.891/21 - também do Buriti - altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) deste exercício financeiro de forma a dar garantia ao Programa Emergencial de Crédito Empresarial do Distrito Federal (Procred-DF).

  Os interessados poderão se aperfeiçoar e aumentar sua qualificação para o mercado de trabalho, garantindo um grande diferencial em seu currículo

 

Com o objetivo de mostrar de forma prática o código primordial para criar uma comunidade e deixar sua marca cada dia mais forte, o Yolo Coworking realizará nos dias, 01 e 02 de julho, o curso “Criando seguidores apaixonados por sua marca”, que será presencial, seguindo todos os protocolos de segurança contra a pandemia da covid-19. O estudo tem como principal objetivo atingir influenciadores, criadores de conteúdo e profissionais que desejam mudar suas marcas através dos meios digitais

A possibilidade de troca de ideias em uma velocidade rápida com a exposição imediata de opiniões possibilitado pelas mídias sociais, criou a figura do influenciador digital, que se transformam em uma referência para determinados assuntos, influenciando assim outras pessoas. Quando bem administrado, acaba se transformando em uma ótima fonte de renda, já que as marcas buscam pessoas para reforçarem suas campanhas de marketing online. Pensando nisso, e com o crescimento do número de pessoas da área, a especialista em construção e monetização digital, Anne Bonato, junto com a criadora de conteúdo digital, Isabela Trevizolo, irão ministrar o curso em dois dias, sendo 4h em cada dia, de 19h às 21h, no rooftop do Yolo.



Para transformar seguidores em fãs e potenciais clientes, as aulas buscam apresentar aos participantes uma visão panorâmica de como se tornar primordial, com enfoque prático e envolvendo boas práticas. O curso no valor de R$297, se baseia nas seguintes perguntas: Qual a história da sua marca? No que você acredita? Você sabe a importância dos rituais, ícones e jargões para o sucesso da sua marca?

E para colocar essa teoria em prática, você não ficará parado! Através das dinâmicas feitas pelas facilitadoras você irá descobrir as ferramentas do mundo digital e qual é a ideal para você. Também irá aprender como gerar conteúdo todo dia e como ganhar dinheiro através do Instagram, e o mais importante o que a sua audiência espera de você.

Para se inscrever, acesse o link a seguir: https://www.sympla.com.br/criando-seguidores-apaixonados-por-sua-marca__1257565

 

Sobre o Yolo – O Yolo, está localizado na Orla do Lago Paranoá, de frente para a ponte JK. O espaço ocupa o antigo Gazebo, e está sob o comando da empresária Ana Cristina e de seus filhos, Ana Carolina e Pedro Henrique. Um local para Coworking, eventos e café para quem quer aproveitar o melhor da vida, inclusive o trabalho. São quatro andares de estrutura, com 13 salas, 3 salas de reuniões, 24 estações de trabalho chamadas open desk, uma cokitchen, rooftop onde cabem até 150 pessoas e pode ser alugado para eventos sociais e corporativos, e um auditório multiuso.

 

SERVIÇO

Curso “Criando seguidores apaixonados por sua marca”

Dias: 01 e 02 de Julho

Horário: 19h às 21h

Endereço: Setor de Clube Esportivo Sul, Beira Lago – Asa Sul

Telefone: (61) 3772-2500

Redes: Instagram - @yolo.coworking Facebook: yolo.coworking

Site: www.yolobsb.com.br


  O Hospital Viventi, localizado no bairro Asa Sul, contará com 70 leitos para o tratamento da Covid-19; o hospital de alta complexidade é a 4ª obra entregue pela construtora este ano; até o final do semestre estão previstas a entrega de mais um empreendimento hospitalar, oito laboratórios, além de um shopping e um centro comercial.

 

A Construtora Baggio, marca que carrega o reconhecimento e a expertise em construções hospitalares de alta complexidade no Brasil, entrega mais um novo empreendimento: o Hospital Day Viventi Asa Sul, localizado em Brasília. O novo hospital conta com mais de 8 mil m², e dispõe de 140 leitos modernos com toda a estrutura para o atendimento que os pacientes necessitam, sendo 70 leitos disponibilizados exclusivamente para o tratamento da Covid-19.

O projeto conta com ambientes hospitalares humanizados, que contribuem para aliviar o sofrimento e acelerar a recuperação dos pacientes, além de oferecer espaços funcionais e ambientes modernos. “Entendemos que o ambiente hospitalar além de funcional, precisa ser humano, pois os pacientes se relacionam com o espaço como um todo, sendo necessário trazer para o ambiente o maior conforto possível, físico e emocional”, afirma Blanca Baggio, Engenheira Civil e Diretora Comercial da Construtora Baggio.



Toda a estrutura foi elaborada para gerar conforto, rápida reabilitação e tratamento humanizado aos pacientes. Para prevenir e limitar a amplitude de exposição sonoras, por exemplo, a nova e moderna Unidade de Terapia Intensiva (UTI), foi construída em dois andares, totalizando 34 leitos individuais e com infraestrutura de hemodiálise móvel. “Somos constantemente desafiados a projetar estruturas médicas de alta performance, não apenas para atender os padrões atuais, mas que estejam conectadas com as mudanças e as demandas dos próximos anos”, reforçou a Diretora Comercial Blanca Baggio.

Um grande diferencial da obra realizada pela Construtora Baggio é que as unidades foram feitas em retro-fit de dois antigos prédios, uma tendência de construção que visa revitalizar edifícios e outras construções, trazendo a eles novas tecnologias e designs mais promissores, o que representa um grande aproveitamento em termos de custo e benefício.

 

Ritmo Acelerado

Com sede em São Paulo e Curitiba, a Construtora Baggio está em franca expansão. Só este ano a construtora já iniciou mais duas novas obras no segmento hospitalar. No Espírito Santo, a Construtora Baggio é responsável pela expansão da nova unidade da Rede Meridional, o Hospital e Maternidade Santa Úrsula. A obra conta com mais de 7.000m² e uma infraestrutura de excelência em qualidade médico-hospitalar. Já no Rio Grande do Sul, é responsável pela construção da nova torre do Hospital Regional da Unimed Missões, inserida no projeto Designer do Futuro. O prédio contará com 9 pavimentos, 13 mil m² de área construída e será referência em saúde para toda região.



A construtora já entregou três obras esse ano, a do Hospital Unimed Jaú – SP, Centro Médico Jaú – SP e Espaço Saúde – ES, e até o final do semestre deverão ser entregues mais cinco obras em todo o país, fora a do Hospital Day Viventi Asa Sul, sendo três no segmento hospitalar, que são: Linhares Medical Center – ES, Shopping Centro Oeste Outlet – GO, Corporativo Vinhedo – MG, Laboratórios Unimed Cuiabá – MT e a Clínica de Olhos Colombo – PR.


Sobre a Construtora Baggio - Especialista em obras hospitalares, educacionais, hoteleiras e de varejo, a Baggio é reconhecida pela qualidade e expertise técnica. A trajetória da construtora Baggio se fundamenta sob os pilares da tradição, excelência e respeito. Em 40 anos de atuação na engenharia civil brasileira, são mais de dois milhões de metros quadrados construídos em todo o país.

 

Serviço

Construtora Baggio

Site: construtorabaggio.com.br

Instagram: www.instagram.com/construtorabaggio/

Facebook: https://www.facebook.com/construtorabaggiooficial/

Linkedin: www.linkedin.com/company/construtorabaggio


A final do La Casa Digital começa às 21h pelo canal do YouTube do empreendedor digital Pablo Marçal


Nesta terça-feira (21) chega ao fim a segunda edição do La Casa Digital. Considerado o maior reality show sobre prosperidade digital da América do Sul, o programa premiará o vencedor com 1 milhão de reais. O prêmio será disputado entre os 12 participantes, que estão desde a noite de segunda-feira (20) realizando provas e não podem dormir durante 24h. 

Quem mostrar o melhor desempenho, sob a ótica e avaliação de Pablo Marçal, idealizador do reality, e sua equipe, levará o prêmio milionário. Os participantes foram escolhidos por meio de um vídeo que postaram na internet como requisito para tentar as vagas.

A final do La Casa Digital começa às 21h pelo canal do YouTube do empreendedor digital Pablo Marçal.

O show da final ficará por conta do grupo musical cristão Kemuel, além de influências do gospel norte-americano e da música cristã contemporânea, como Hilsong United e Kirk Franklin.

Os 12 participantes estão confinados num resort, mas engana quem pensa que eles têm vida boa ao longo do reality. Chamados de “Generais”, eles foram diariamente colocados à prova nas diversas áreas do empreendedorismo digital, além de ouvirem palestras que encorajam uma vida de princípios e valores. 

Idealizador do formato, Pablo Marçal trabalha com três pilares: físico, intelectual e espiritual, e assim, busca transformar a vida de milhares de pessoas e desbloqueá-las para adquirirem presença digital e prosperidade por meio da criação de um negócio no meio on-line.


Daniel Medeiros*


Descartes nunca engoliu o ceticismo do seu conterrâneo Montaigne, que relativizava tudo e buscava sempre se colocar no lugar do seu interlocutor, mesmo que este fosse um gato. Aliás, quanto a isso, Descartes ficaria ainda mais brabo: para ele, os animais não passavam de autômatos e nunca seriam capazes de sonhar correndo atrás de lebres nem de brincar com seus donos, mas apenas repetirem movimentos de nervos e músculos. Montaigne, que morreu quatro anos antes de Descartes nascer, deixou uma obra deliciosamente irregular e variada, cheia de grandes momentos e uns tantos copidesques de Plutarco, mas que, durante anos, encantou e serviu de inspiração pra muita gente, até invocarem com a história do “gato pensador” e, no século XVII, lançarem sua obra no Index, onde permaneceu por cento e oitenta anos.

Descartes detestava na obra de Montaigne o elogio da incerteza. Montaigne dizia: “(…) não vejo o todo de coisa alguma; tampouco o veem os que nos prometem mostrá-lo." Para ele, a ignorância é o que nos define. “Que sei eu?”, perguntava-se e, a partir desse não saber, foi tateando a vida pela vida afora. Para Descartes, tudo isso era uma coisa perdulária, logo para ele que dedicou a vida para conhecer a verdade como clareza e evidência, para informar como usar a Razão e permitir a todos saírem da escuridão da ignorância. Só que, para isso, Descartes sabia que era preciso desconsiderar tudo o que fosse contingente, que não pudesse ser medido e calculado, que não pudesse ser reduzido a coisas claras e distintas e Montaigne amava justamente o contingente, pois senão por que escreveria um ensaio sobre a flatulência? Ou sobre as cócegas? Ou sobre os coxos? Ou sobre a beleza das prostitutas de Florença? Isso era inadmissível para o obcecado Descartes, o homem que ganhou a alcunha de “pai da Ciência Moderna” e que contribuiu, com sua busca insistente e seu método portátil, para um avanço do conhecimento do universo, do nosso mundo e do nosso corpo, como poucos pensadores o fizeram.

No entanto, ainda somos a contingência e o errático, ainda nos perguntamos: “quando brinco com a minha gata, como sei que ela não está brincando comigo?” Sorte que a Ciência, que nos deu remédios e vacinas contra tantos males, não assumiu de toda a obsessão de Descartes e ainda hoje mantém o ceticismo operante de Montaigne, à prova de certezas absolutas, de evidências indestrutíveis até mesmo para um gênio maligno. E ainda hoje a Ciência vai tateando e se aprimorando na medida em que testa e experimenta, e desconfia, e sabe que sabe tão pouco e que as certezas são tão provisórias, sempre. Um pouco Descartes, um pouco Montaigne, a Ciência é. Que sorte a nossa. Então, o que explica a implicação de Descartes com Montaigne?

Como todos os extremos que muitas vezes assumimos para firmar uma posição que é menos nossa e é dita mais para minar o inimigo, Descartes lutou contra a falta de segurança do edifício do Conhecimento de sua época. Para isso, foi hiperbólico: a certeza exigia uma postura rígida e inegociável. Nesse contexto, os céticos brincalhões como Montaigne eram um perigo, pois fortaleciam o inimigo e precisavam ser combatidos com a mesma fúria. "Não há espaço para o meio termo, para os isentões", poderia ter dito Descartes sem prejuízo para sua biografia. E Montaigne poderia ter refutado, dizendo, como de fato disse: “(…) sou eu o próprio assunto do meu livro. Não há razão para você gastar seu tempo livre com assunto tão frívolo e fútil”. Ou seja: me erra.

Quase cinco séculos depois, deparamo-nos com esta questão: para impor a certeza na qual acreditam, muitos estão dispostos a queimar na mesma fogueira, sem distinção, os obscurantistas e os céticos. Cercam-se  da ira santa dos que têm razão contra os que a negam, mas  igualmente contra os que vivem à margem, e se importam mais com os gatos e com o ócio, com o dedo opositor ou com a reforma do calendário, como se estes fossem alienados e, por isso, amigos dos inimigos. Há razão nisso? Ou, como diria Montaigne: “ninguém está livre de dizer tolices; o imperdoável é dizê-las solenemente”.

*Daniel Medeiros é doutor em Educação Histórica e professor no Curso Positivo.
danielmedeiros.articulista@gmail.com
@profdanielmedeiros

 

**Artigos de opinião assinados não reproduzem, necessariamente, a opinião do Curso Positivo.

Projeção do WTC Goiânia (Foto: Divulgação)

Antes mesmo de ser inaugurado, o World Trade Center Goiânia já começa a demonstrar o seu potencial para pautar as oportunidades de negócio em Goiás e concentrar a atenção de investidores e grandes players do mercado. Em parceira com o “irmão mais velho” World Trade Center São Paulo, o empreendimento da JBJ Incorporações e da Consciente Construtora e Incorporadora promove o encontro online “Mercado imobiliário: panorama e oportunidade de investimento” na sexta-feira, dia 25 de junho, das 10h às 11h30.

O encontro, direcionado para membros do WTC Business Club, contará com a participação do diretor de lançamento do WTC Goiânia, Marcos Henrique Santos, do CEO do WTC Brasil, Leonardo Figueiró, e do especialista em Hotelaria Bruno Guimarães, e discutirá o cenário atual do mercado imobiliário em Goiás e no Brasil, passando por temas como pandemia e recuperação econômica e as oportunidades para investimento e expansão de negócios, além de abordar as tendências do segmento para o futuro. O WTC Goiânia é o segundo empreendimento da rede internacional no Brasil, após São Paulo, que recebeu o WTC em 1995.

Realizar painéis e encontros sobre negócios é um dos principais diferenciais do WTC, que integrará Goiânia à rede de serviços internacionais batizada de WTC Business Club. Este clube de negócios conta com mais de dois milhões de associados e promove networking, internacionalização de negócios e geração de conteúdo. Com isto, o WTC já começa a colocar a capital goiana no mapa dos negócios internacionais, e a primeira parceria com o WTC São Paulo já aponta para um futuro com encontros de negócios frequentes e de grandes dimensões.

Em Goiânia, o World Trade Center seguirá a tendência do uso misto, aliando três vertentes que Leonardo Figueiró chama de “live, work, and play” (viva, trabalhe e se divirta). A mesma área abrigará uma torre residencial e outra comercial, além de Mall, hotel, espaço de eventos e áreas de convivência. A torre comercial inclui o WTC Stay & Hotel, com 12 pavimentos e 204 unidades com quartos, o WTC Office, com 231 salas divididas em 14 andares, e o WTC Corporate, com cinco pavimentos de salas corporativas. A finalização das obras está prevista para 2023.






Fungos e bactérias que podem se proliferar e acabar atingindo outros órgãos e suas funções, trazendo assim, doenças sérias. Incômodos e dores podem afetar o comportamento e o humor das pessoas.  Essas são apenas algumas das situações que podem acontecer nas pessoas que não levam a sério a saúde bucal. No entanto, essa situação é mais desafiadora quando se trata de pessoas com deficiência intelectual, que precisam ter acompanhamento constante, pois, em virtude da maior dificuldade de controle, tendem a ser mais propensos a doenças decorrentes de uma higiene bucal precária. Por isso, o CENSA Betim, instituição com 56 anos de trabalhos dedicados a pessoas com deficiência intelectual e autismo severo, realizará a live "A Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência Intelectual", no dia 22 de junho, terça-feira, a partir das 20h, no canal da instituição no Youtube.

Para esse debate, três profissionais com experiência nos cuidados a pessoas com deficiência intelectual compartilharão os seus conhecimentos e visões sobre o assunto. A diretora e psicóloga da instituição, Natália Costa, fará a mediação do encontro on-line entre a Dra. Aline Dayrell, cirurgiã dentista especializada em pacientes especiais, e o  psiquiatra e psicoterapeuta, Dr. André Luis Pires de Carvalho, que atua há 15 anos no atendimento a pessoas com deficiência e suas famílias

Natália Costa comenta que o tema da live é pouco abordado e será de grande valia para cuidadores, responsáveis e familiares. "Queremos mostrar para o público, que mesmo diante de algumas limitações que as pessoas com deficiência tenham, torna-se essencial o apoio de seus familiares e cuidadores para ajudar a manter uma higiene bucal adequada. Ou seja, vamos mostrar, inclusive por meio da participação da Dra. Aline Dayrell, cirurgiã dentista, que existem técnicas que podem ser aplicadas no cotidiano para preservar a saúde bucal de pessoas que necessitam de um suporte maior", conclui.

Acesse o link da live e ative o lembrete: https://youtu.be/k4NMmbCdfeQ

Sobre a Dra. Aline Dayrell

Cirurgiã dentista pela Universidade Federal de Diamantina, especializada em pacientes especiais, aperfeiçoamento em pacientes de UTI e concursada em Betim há 30 anos.

Sobre o Dr. André Luis Pires de Carvalho

Psiquiatra e psicoterapeuta com residência do IRS-FHEMIG, especializado em TEA pelo CBI of Miami, diretor técnico médico do CENSA Betim, médico do Hospital André Luiz e Unimed BH. Atua há 15 anos no atendimento a pessoas com deficiência e suas famílias.

Sobre Natália Costa

Mestre em Psicologia do Desenvolvimento Humano com ênfase em diferenças individuais pela FAFICH / UFMG, professora de cursos de pós-graduação na área de educação e saúde e diretora do CENSA Betim. Atua há mais de 25 anos no atendimento a pessoas com deficiência intelectual e suas famílias.

 

CENSA Betim

Fundado em 1964, o CENSA Betim é referência nacional nos cuidados a pessoas com deficiência intelectual, associada ou não a outros transtornos, e da sua família, assegurando-lhes qualidade de vida e uma educação socializadora. A instituição conta com uma equipe transdisciplinar, composta por profissionais da medicina, psicologia, psiquiatria, além de cuidadores e educadores. Se destaca por oferecer uma proposta diferenciada, com atividades esportivas e recreativas, escolaridade especial, equitação e oficinas de música, teatro e artesanato, em um ambiente familiar e integrado à natureza.


Live "A Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência Intelectual" – 22 de junho | terça-feira

Horário: 20h

YouTube CENSA Betim: https://youtu.be/k4NMmbCdfeQ

 

 

CENSA Betim

Local: Rodovia Fernão Dias, Km 494 – S/N Betim – MG

Instagram: @censabetim

Facebook: https://www.facebook.com/censabetim/

Site: www.censabetim.com.br

YouTube: https://www.youtube.com/censabetim

 


  Começou nesta segunda-feira, 21, pela manhã, a aula magna da Oficina de Primeiros Socorros promovida pela Secretaria de Juventude do Distrito Federal por meio dos Centros de Juventude. do GDF


Com o objetivo de capacitar os jovens sobre os primeiros socorros, tornando-os aptos a agirem com o propósito de diminuir possíveis complicações, sequelas e até mesmo óbito decorrentes da falta dos primeiros socorros, a aula magna conduzida por Raquel Magalhães, quem também é professora dos Centros de Juventude, contou com a participação de Kedson Rocha, secretário de Juventude do Distrito Federal, do deputado Delmasso, vice-presidente da CLDF, de Renata Oliveira, presidente do IECAP e com os profissionais que compõem os Centros de Juventude do Distrito Federal.

Ao dar boas-vindas para os alunos, o chefe da pasta reforçou o compromisso da Sejuv de promover dignidade para juventude. "Eu sempre faço questão de dizer que a nossa missão como Sejuv é promover a dignidade para os jovens, e as oportunidades que temos proposto por meios dos Centros de Juventude fazem parte desse propósito. Para cada novo aluno, desejo boas-vindas, e torço para que aproveitem tudo que está sendo oferecido, agarrem essa oportunidade, se qualifiquem e busquem sempre conhecimento, porque é a única coisa que você adquire e ninguém tem o poder de tirar. Aproveito esse momento para agradecer ao deputado Delmasso, que tem destinado emendas para execução de políticas públicas para juventude e participado ativamente na promoção e construção da dignidade que tanto falo. Agradeço ainda, o governador Ibaneis, que tem confiado em nosso trabalho e é um apaixonado pela juventude".

Na sequência, o deputado Delmasso falou da importância do trabalho dos Centros de Juventude. "A oportunidade gera dignidade que é o que todos nós lutamos todos os dias para ter. E aqui, com esse curso, vocês estão tendo uma excelente oportunidade. Para muitos talvez seja a única oportunidade que terão, mas não desistam, se agarrem a essa oportunidade e não desistam jamais dos seus sonhos. Aproveito a oportunidade para mais uma vez parabenizar a atuação dos Centros de Juventude pelo excelente trabalho que vem realizando", declarou.

Ainda na oportunidade, Romilson Oliveira, coordenador geral dos CJs aproveitou o momento para falar do carinho especial e da didática da professora. "A professora Fernanda tem uma facilidade de passar o conhecimento para as pessoas, com um jeito meigo e uma excelente didática. Depois desse curso eu tenho certeza que algumas chaves serão viradas e com certeza portas se abrirão para vocês. A Fernanda é uma profissional e professora excelente, não somente pela facilidade que ela tem de passar o conhecimento adiante, mas principalmente pelo amor com que ela faz isso", afirma.

E para motivar os alunos, Fernanda, convidou Maria Alice, que foi aluna da primeira edição da Oficina de Primeiros Socorros e do Curso Profissionalizante de Cuidador de Idosos, para compartilhar sua experiência com os novos alunos. "Eu queria dizer que esses cursos transformaram a minha vida e com o conhecimento que eu adquiri, eu já pude colocar em prática e prestar os primeiros socorros em duas ocasiões diferentes. Aproveitem essa oportunidade, não desistam porque vale muito a pena", incentivou a ex-aluna.

Para a presidente do IECAP, Renata Oliveira, mais importante do que dar o primeiro passo é continuar a caminhada. "Sei dos desafios que cada um enfrenta para estar aqui hoje e por isso quero motivá-los a permanecerem e a agarrar essa oportunidade como colocado aqui pelo deputado Delmasso. Quero ter o prazer de poder entregar o certificado de conclusão dessa oficina em mãos para todos vocês, por isso, permaneçam e não desistam dos seus sonhos".

Formada em Enfermagem, atuando há mais de 11 anos na área de assistência e também professora do Curso Profissionalizante de Cuidador de Idosos dos CJs, Fernanda Pereira, deu início a aula compartilhando dois vídeos com os alunos e convidando-os a refletirem. "Cuidar é um ato de amor. A nossa missão é cuidar do próximo e aqui vocês irão aprender muito mais do que técnicas para prestarem os primeiros socorros, aprenderão como fazer a diferença na vida dos outros", afirmou.

As inscrições para as atividades do CJ são feitas no site da organização IECAP – Agência de Transformação Social. Todos os cursos e oficinas ministrados no CJ são gratuitos e terão emissão de certificados para aqueles que concluírem pelo menos 75% das atividades propostas. Os requisitos para participação são: ter entre 15 e 29 anos, residir no Distrito Federal e possuir recursos necessários para realização do curso à distância.

Publicidade

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.