Governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), declarou que o atual presidente do MDB e ex-deputado federal, Daniel Vilela (MDB), será vice de sua chapa de reeleição durante evento em Goiânia que formaliza e celebra união entre DEM e MDB , durante evento que consolidou apoio do MDB ao governador Ronaldo Caiado (DEM) para concorrer à reeleição em 2022, o presidente estadual da sigla e possível vice na chapa de Caiado, Daniel Vilela, disse que que maioria robusta dos membros do MDB certifica a decisão


Fotos: Paulo Melo.

O governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) anunciou, na tarde desta sexta-feira (24/9), que o presidente do MDB estadual, o ex-deputado federal Daniel Vilela, será o vice de sua chapa na campanha de 2022.

O anúncio foi feito durante um evento político que celebra a união entre o partido do governador, o DEM, e o MDB, no Parque Agropecuário de Goiânia.

Maguito presente
O evento foi marcado por discursos que fazem referência ao ex-prefeito de Goiânia e ex-governador de Goiás, Maguito Vilela, pai de Daniel, que morreu de Covid-19 no início do ano. O próprio Daniel adiantou nessa semana que o pai apoiaria e ficaria feliz com a aliança com Caiado. E foi fazendo referência a Maguito, que Caiado anunciou Daniel como vice de sua chapa.

"Eu e Daniel nos enfrentamos em 2018, mas nós dois sempre tivemos em comum como adversários a corrupção, os escândalos e o desvio de dinheiro público da gestão passada, que me entregou um estado afundado em dívidas. Essa é a realidade. E mesmo nesses momentos em que nos enfrentamos, preservamos pelo respeito, que é próprio da política, mas sempre voltando os olhos para nossa gente. Esse evento de hoje celebra um novo momento da história, um momento de união onde vamos reconstruir e devolver Goiás aos goianos juntos, com amor, coragem, dedicação e muito trabalho. Não tem mais espaço pra roubalheira aqui, como era antigamente. Agora estamos dando continuidade ao que tanto lutei, ao que Maguito lutou, ao que Íris lutou. Estamos levando pra nossa gente mais educação, segurança, saúde regionalizada, programas sociais e obras que melhoram a vida do cidadão. E, se Deus quiser, vamos continuar a política do estado com dignidade e honestidade com esse jovem que merece e será vice-governador de Goiás", discursou Caiado de cima do palanque.

Durante seu discurso, Daniel Vilela mostrou um vídeo no telão, em que o pai declarava apoio ao então candidato a senador Caiado, em 2014, durante um comício em Aparecida de Goiânia.

Na gravação, Maguito dizia que "os homens de bem têm que estar juntos pelo povo". Daniel se emocionou ao comentar o vídeo. "Exatamente isso pai, que estamos fazendo aqui hoje", declarou com a voz embargada.

Vice
Daniel Vilela afirmou que, nesse momento, é preciso deixar as divergências partidárias e os interesses pessoais para pensar no futuro de Goiás. "Significa uma aliança que se propõe a pensar no estado, a compartilhar a construção e dar sequência a um projeto de resgate e superação dos desafios de Goiás".

Vilela também elogiou a decisão de Ronaldo Caiado de uma aliança transparente, segundo ele, diferente das práticas políticas. "Não tem nenhum aliança escondida aqui, com vergonha de estar caminhando e fazendo parte dessa aliança. Estão todos imbuídos de construir um projeto compartilhado cujo o protagonismo e a liderança é do governador".

"O MDB vem para somar esforços e reconhecer a importância e o papel de todos aqueles que fazem parte da base e agregar outros aliados, além do MDB. O governador saberá conduzir para que todos tenham participação dentro desse projeto", pontuou Daniel Vilela.

Aglomeração
O evento lotou o auditório, contando com a presença de prefeitos, lideranças partidárias, deputados e vereadores. A maioria das pessoas usavam máscaras. Caiado e Daniel Vilela, por exemplo, usavam duas máscaras, cada um.

No evento, em seu espaço de fala, o deputado estadual Bruno Peixoto (MDB), líder do governo Caiado na Assembleia Legislativa e um dos principais articuladores da aliança DEM-MDB, presenteou o governador com uma faca bem afiada. Segundo ele, o instrumento seria "para os adversários políticos".  



O evento aconteceu no Condomínio Total Ville Planaltina


Foto: Érica Souza.

Um dos formatos de atendimento na Secretaria de Estado de Atendimento à Comunidade do Distrito Federal (SEAC) é o diálogo nas regiões administrativas solicitado por moradores de diversas partes do DF. Nesta terça (21), o secretário da SEAC, Severino Cajazeiras, esteve em encontro com moradores do Condomínio Total Ville Planaltina 8,9 e 10, que fica no Setor Habitacional Mestre D'Armas em Planaltina. A atividade começou por volta das 17h30. Com aproximadamente 50 pessoas, o evento contou também com a presença do administrador regional Célio Rodrigues para ouvir as demandas e responder aos questionamentos.

A dinâmica foi organizada pela equipe SEAC, Prefeitura Comunitária e síndicos com a fala das autoridades do Governo do Distrito Federal e os moradores da região presentes puderam expor suas dúvidas, críticas e sugestões durante o evento.

O levantamento das informações foi passado tanto para o secretário como para o administrador e suas respectivas equipes de trabalho.

Em sua fala, o secretário Severino Cajazeiras destacou que o governador Ibaneis Rocha sempre orienta seu secretariado a ouvir a população e visitar as comunidades do Distrito Federal para atender suas demandas. "Só tem sentido o Estado existir se for para trabalhar em prol das pessoas", reforçou o secretário.

Estiveram na mesa principal, além do secretário e administrador, o prefeito da Prefeitura Habitacional do Mestre D'Armas Tales Alves, as síndicas Fabiana Clay e Viviele Palmeiras dos Santos, e os moradores Carlos Eduardo Costa Barbalho, Yolanda Barbalho e Leison Simão.

A transformação da realidade de muitas crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade depende de uma corrente solidária
Crédito: Divulgação Instituto A.Yoshii

Evento em prol da instituição ocorreu no formato drive-thru e entregou 350 kits com massa e sobremesa para colaboradores, parceiros e a comunidade em geral. Parte do recurso arrecadado com a venda dos kits é direcionado à Guarda Mirim

Pelo 17º ano consecutivo, o Instituto A. Yoshii realizou, no último dia 18, o Soul Love, um evento em prol da Guarda Mirim de Londrina. O objetivo da ação é sempre o mesmo: arrecadar recursos para a entidade. Nesta edição, isso ocorreu por meio da venda de kits compostos por massa e sobremesa preparadas especialmente pelo Buffet Planalto, ao custo de R$ 200,00. Neste ano, assim como em 2020, o evento aconteceu no formato drive-thru na Chácara Graciosa e entregou 350 kits para colaboradores, parceiros e comunidade em geral. Parte do recurso arrecadado com as vendas dos kits é direcionado à Guarda Mirim. 

“O Soul Love reafirma o nosso compromisso com a educação. Todos os anos, promovemos este evento em prol da Guarda Mirim de Londrina e com a mobilização de parceiros, amigos e da sociedade em geral, conseguimos colaborar para a continuidade e ampliação desse trabalho tão importante para milhares de famílias”, explica o presidente do Instituto A.Yoshii, Aparecido Siqueira.

A transformação da realidade de muitas crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica depende, em grande parte, de uma corrente solidária empenhada pela sociedade civil. 

A Associação Guarda Mirim foi fundada em Londrina há 56 anos e atende hoje cerca de 900 meninos e meninas, entre oito e 18 anos, por meio da Aprendizagem Profissional e do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para formação cidadã. Ao longo de sua história, passou por inúmeras dificuldades, chegando perto de encerrar as atividades no ano de 2001 devido aos problemas financeiros. A continuidade do trabalho foi possível com o apoio de toda a sociedade e a parceria de outras instituições.

A Guarda Mirim de Londrina conta hoje com cinco unidades: Central, Centro B, CSU Vila Portuguesa e nos distritos de Lerroville e Guaravera. Para 2022, a meta da entidade é criar novas oportunidades com o atendimento de mil crianças e adolescentes.

“A Guarda Mirim tem recebido o apoio do Instituto A.Yoshii há anos com eventos que nos possibilitam promover melhorias e reformas em nossa estrutura. Agradecemos a ajuda que temos recebido de todos os parceiros e esperamos que, no próximo ano, a gente possa envolver mais e mais alunos, pois acreditamos que o futuro tem que ser construído por meio do conhecimento”, destaca a presidente da Guarda Mirim, Kimiko Yoshii.

Desde 2006, o Instituto A.Yoshii promove diversas iniciativas voltadas a mulheres e jovens em situação de vulnerabilidade econômica-social, à minimização de impactos no meio ambiente e à democratização do acesso à cultura e à educação. Para saber mais sobre o Instituto acesse o site: https://www.institutoayoshii.org.br.

 

Sobre o Instituto A.Yoshii

Fundada em 2006, a entidade sem fins lucrativos promove ações solidárias ligadas à educação, meio ambiente e cultura, em busca de resultados com impacto social positivo. Ao longo dos 15 anos de atuação, o Instituto A.Yoshii promoveu diversas iniciativas voltadas a mulheres e jovens em situação de vulnerabilidade econômica-social, minimização de impactos no meio ambiente e democratização do acesso à cultura e educação. Em 2020, o Instituto foi reconhecido pelo quinto ano consecutivo com o Selo Sesi ODS, como uma das principais organizações que trabalham em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU. Mais informações: https://www.institutoayoshii.org.br

Sobre o Grupo A.Yoshii

Fundado há mais de 55 anos, o Grupo A.Yoshii já construiu mais de 2 milhões de m² do Sul ao Nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná; e pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e democratização cultural. Além disso, atua em Obras Corporativas, atendendo grandes corporações em suas plantas industriais, nos mais variados segmentos da economia, como papel e celulose, alimentício, químico, agronegócio, energia, assim como usinas sucroalcooleiras, centros logísticos, plantas automobilísticas, entre outros. Mais informações: www.ayoshii.com.br


 

Artsy, lançamento da A.Yoshii, tem diferenciais que atendem aos novos hábitos das famílias - como o mercado autônomo, lavanderia compartilhada e coworking
Crédito: Divulgação A.Yoshii

Aumento na procura aquece mercado imobiliário com novos empreendimentos como o Artsy, novidade da A.Yoshii na região da Gleba Palhano. Construtora vai fechar 2021 com mais de 15 lançamentos no Paraná e em São Paulo

A alta demanda no setor imobiliário estimulou o lançamento de vários empreendimentos neste ano, em regiões como Londrina, Maringá, Curitiba, no Paraná, e Campinas, em São Paulo. Segundo a Câmara Brasileira de Indústria da Construção (CBIC), houve um crescimento de 60% no número de novos imóveis no segundo trimestre deste ano, comparado ao mesmo período de 2020.

Uma pesquisa realizada em 2021 pela Datastore aponta que mais de 14,5 milhões de famílias têm intenção de adquirir um imóvel nos próximos 24 meses - um aumento no índice de compra de 28,7%, nos segmentos popular, médio padrão e alto luxo. Considerando apenas o ano de 2021, o interesse na compra de imóveis chega a 59%, representando mais de 8,4 milhões de famílias na intenção de compra imediata. Esse índice, de acordo com a empresa de pesquisas, foi notado pela última vez há mais de dez anos, em 2009.  

A alta movimenta o setor e estimula lançamentos, como aponta a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Somente no segundo trimestre de 2021, houve um crescimento de 60% no número de novos empreendimentos, quando comparado ao mesmo período de 2020. 

No Grupo A.Yoshii, referência em construção civil há 56 anos, a projeção é fechar o ano de 2021 com 17 lançamentos em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas. “A alta procura por imóveis tem grande relação com as novas rotinas e restrições impostas pela pandemia. As pessoas estão à procura de imóveis que ofereçam mais qualidade de vida, comodidade, segurança e permitam uma maior integração familiar. Estamos atentos a isso e também a todos os movimentos de mercado, inclusive por conta das mudanças políticas e econômicas que devem ocorrer nos próximos meses”, avalia o superintendente da A.Yoshii em Londrina, Pedro Mota.

Ele destaca também a busca por regiões estruturadas, com comércio e serviços consolidados. Em Londrina, um dos bairros de maior valorização é a Gleba Palhano, endereço do Artsy, lançamento da A.Yoshii, com 89 m2 de área privativa e diferenciais que atendem aos novos hábitos das famílias - como o mercado autônomo no térreo, a lavanderia compartilhada e o coworking com varanda e dois ambientes, sendo um integrado com áreas de estar e de trabalho e outro com sala de reuniões. 

O apartamento decorado, que já pode ser visitado no showroom da construtora, traz inspirações “de um projeto jovem, que expressa a liberdade em ‘viver’ os ambientes, que estão totalmente integrados pensando na facilidade em receber, trabalhar e relaxar ao mesmo tempo”, comenta a arquiteta Juliana Meda.

Localizado na rua Dimas de Barros, 250, o empreendimento possui lazer completo, com fitness em uma área de 200 m2, Outdoor TrainingSport Bar, Brinquedoteca com pátio coberto, Garden Gourmet com piscina privativa, espaços gourmets com varandas, entre outros itens para diversão e prática de atividade física.

O projeto contemporâneo é assinado pela Spagnuolo e Biagi Arquitetura e terá duas torres com quatro apartamentos por andar, vagas exclusivas para portadores de necessidades especiais, poços para iluminação e ventilação naturais dos subsolos e cisterna de reaproveitamento da água pluvial. 

 

Sobre a A.Yoshii

Desde 1965, a A.Yoshii atua na construção e incorporação de imóveis residenciais e comerciais de alto padrão. Localizados nos bairros nobres de Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas, os empreendimentos se tornaram cartões postais dessas cidades. Com pontualidade na entrega e excelente padrão de acabamento, a construtora executa suas obras com excelência e inovação, priorizando as demandas do mercado, os anseios dos compradores, a segurança do trabalhador e a conservação ambiental. Mais informações: www.ayoshii.com.br.

Sobre o Grupo A.Yoshii

Fundado há mais de 55 anos, o Grupo A.Yoshii já construiu mais de 2 milhões de m² do Sul ao Nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná; e pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e democratização cultural. Além disso, atua em Obras Corporativas, atendendo grandes corporações em suas plantas industriais, nos mais variados segmentos da economia, como papel e celulose, alimentício, químico, agronegócio, energia, assim como usinas sucroalcooleiras, centros logísticos, plantas automobilísticas, entre outros. Mais informações: www.ayoshii.com.br. 

Pessoas de todo o Brasil procuram o advogado paranaense, Guilherme Kovalski, para troca de experiências
Créditos: arquivo pessoal

 Pacientes que sobreviveram às complicações da doença acabam sendo exemplos de esperança e são procurados por pessoas de todo Brasil

A estudante paraibana, Geovania Santos, viu a história de superação da covid-19 do advogado paranaense Guilherme Kovalski em uma rede social. Após perder uma tia para a doença e com o tio em estado grave no hospital, mandou mensagem perguntando sobre o processo de recuperação após 7 meses de internação pela doença. “A história do Guilherme me tocou e as palavras dele foram um alento para a minha família que enfrentava o luto e as incertezas da doença”, conta. Assim como Geovania que mora no município de São Mamede (PB), a quase 3 mil km de Curitiba, outras pessoas de todo o Brasil procuram o advogado e outros pacientes ou familiares para troca de experiências e apoio.

“Mesmo na UTI a gente observa essa rede de apoio que se forma com pessoas que passam pelos mesmos desafios. Familiares muitas vezes nos relatam essas conversas e trocas que são muito benéficas, porque essa corrente de esperança e otimismo ajuda na melhora do paciente”, conta o coordenador da UTI covid do Hospital Marcelino Champagnat, onde Guilherme ficou internado, Jarbas da Silva Motta Junior. 

Trocas de experiências e novos caminhos

“Eu vejo o quanto foram importantes para mim as palavras positivas que recebi dos médicos e da psicóloga durante a internação do Ciro e tento replicar”, afirma a dona de casa Deisi Godói, que perdeu a mãe para a covid-19 no mesmo dia em que o marido estava sendo intubado devido às complicações da doença. Hoje, ela é procurada por amigos e até pessoas que não conhece para contar a sua experiência e passar sua história de fé e otimismo. 

Mais de 21 milhões de pessoas testaram positivo para covid-19 no Brasil e o número de mortes passa de 589 mil. Uma pesquisa do Ministério da Saúde divulgada no mês de abril apontava que cerca de 30% dos brasileiros procuraram apoio psicológico e outros 32%, mesmo sem buscar atendimento, gostariam de receber. Nesse cenário, a rede de apoio se torna ainda mais importante. “Esses dias conversei com uma mulher que estava com o marido internado e a família era composta por vários médicos. Mesmo assim, de alguma forma, consegui acalmá-los. Infelizmente, o desfecho foi diferente do Ciro. E isso faz com que eu seja cada vez mais grata à vida do meu marido”, reforça Deisi. “Me sinto tão feliz com essa troca, que hoje penso em cursar psicologia e seguir novos caminhos”, planeja a dona de casa.

Sobreviventes

O empresário e fisiculturista Kaique Barbanti ficou 62 dias na UTI, sendo 23 na ECMO, máquina que funciona como pulmões e coração artificial. Mesmo com histórico de exercícios físicos e sem comorbidades, a covid o deixou debilitado, com 30 quilos a menos e necessidade de muita fisioterapia para voltar a rotina.  “Você acha que vai morrer sozinho. Depois que contei minha história em uma rede social meu número de seguidores disparou e todos os dias recebo muitas mensagens de pessoas que estão com alguém no hospital, que querem saber mais da minha trajetória e de como superei a covid-19”, diz.

Da mesma forma, o professor de química Robert Gessner oferece palavras de apoio e incentivo aos seus alunos que estão com familiares internados devido à infecção do coronavírus. “Eu quase perdi a minha vida pela doença e precisei de meses de fisioterapia para poder voltar a fazer o que mais amo, que é dar aulas. Ver que consigo aliviar um pouco a angústia desses adolescentes com a experiência que eu tive, é algo que me faz muito bem”, afirma.


O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha se alia a Marconi Perillo e acredita que terá apoio dos municípios do Entorno  



Para subir na vida política, como aconteceu com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, a trairagem e a ingratidão fazem parte do jogo. Ele vai  deixar o MDB nos próximos dias, e se aproxima, escancaradamente, do ex-governador Marconi Perillo (PSDB).

Mendanha vai se juntar ao atraso para disputar o Palácio das Esmeraldas nas eleições do próximo ano. Ao ser projetado na política pelas mãos do ex-governador e ex-prefeito Maguito Vilela (MDB), falecido em janeiro deste ano, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, começou a fazer um caminho torto rumo ao marconismo. 

Mendanha caiu nos braços de Marconi, mentor de uma oligarquia nababesca e corrupta, que por 20 anos arruinou  o Estado e levou à miséria os 29 municípios do Entorno. É dado como certo a forte aliança entre o DEM, do governador Ronaldo Caiado, e o MDB de Daniel Vilela para a disputa da reeleição. Daniel Vilela será o vice. Henrique Meirelles (PSD) será o candidato a senador. 

Marconi Perillo ofereceu guarida a Gustavo Mendanha, caso saia do MDB, como prometido, para disputar a eleição na condição de candidato a governador. 

Mesmo que se filie a outro partido, Marconi oferece-lhe em nome de uma aliança, a deputada estadual Lêda Borges(PSDB) para a vaga de vice. 

Logo ela que foi fragorosamente derrotada na eleição municipal do ano passado, pelo prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB). 

Como se vê, o prefeito de Aparecida de Goiânia está inclinado a entrar na barca furada do marconismo. Isso por que, ninguém tem dúvidas que o governador Ronaldo Caiado, tornou-se o maior líder político da região e que vai vencer as eleições do próximo ano. 

As pesquisas apontam que o governador está no topo da aprovação popular e contará com o apoio político da ampla maioria dos prefeitos. No caso do Entorno, Caiado está fazendo em três anos o que Marconi não fez em 20: um governo inclusivo, voltado para uma região esquecida, há décadas, pela oligarquia marconista.

Fonte: RADAR DF » https://radardf.com.br/radar-goias/mendanha-se-alia-ao-atraso-que-arrebentou-com-as-cidades-do-entorno .

Relatório revela, em números, relação direta entre aumento do volume de postagens e interações com o debate político a partir de 2015


As 27 páginas produziram 206,6 mil publicações
Crédito: divulgação/Universidade Positivo


O primeiro recorte de um extenso trabalho científico envolvendo eleições, redes sociais e democracia acaba de dimensionar o ganho de escala e a capilaridade que 27 páginas do Facebook foram capazes de alcançar entre os anos de 2010 e 2020, sendo 2015 o “momento-chave” para o crescimento contínuo desses perfis. De fazer inveja a qualquer veículo de comunicação da chamada grande mídia, em busca de engajamento, esse pequeno universo conseguiu, por meio de um total de 206,6 mil publicações, gerar 253,7 milhões de interações nas postagens ao longo do período analisado, sendo que a grande maioria (87,9%) via curtidas e compartilhamentos. As páginas analisadas são públicas e integram um universo de diferentes plataformas – geridas pela mesma pessoa ou grupo – que foram consideradas produtoras e difusoras de “Fake News” na Informação Técnica, de 23 de abril de 2020, da Consultoria Legislativa da Câmara de Deputados.

Além de identificar o ponto em que as páginas do Facebook passaram a ter mais importância no debate político – a partir de 2015 –, a pesquisa também identificou os momentos em que tais perfis cresceram de forma acentuada, a ponto de o gráfico de desempenho formar hipérboles. Fazendo uso de ferramentas de estatística descritiva e do próprio CrowdTangle, aplicativo de navegação no Facebook que segue o conceito de posts "overperforming" [mais populares], os pesquisadores verificaram três momentos em que fica evidente o salto na produção de posts e interações. São eles: eleições majoritárias em 2018, o primeiro ano de mandato do presidente da República Jair Bolsonaro, em 2019, e o primeiro ano da pandemia de Covid-19, até meados de 2020.

O levantamento é resultado do estudo inédito sobre fake news e eleições, apresentado pela  Universidade Positivo (UP) ao Facebook. “Em outubro de 2020, demos início a esse trabalho científico que pretende auxiliar na compreensão do uso e da influência das redes sociais no processo democrático brasileiro. Apenas nessas primeiras 27 páginas que constam no primeiro relatório parcial, já é possível observar a aceleração de publicações e interações em escala considerada. Elas são capazes de atingir e mobilizar, em ambientes aparentemente segmentados de bolhas comunicacionais, milhões de usuários nas redes sociais”, aponta o professor do mestrado em Direito da Universidade Positivo e coordenador do grupo de pesquisa, Eduardo Faria Silva.

Ele chama atenção para outra constatação do relatório que, ainda levando em conta o número de postagens e interações, o segundo semestre de 2020 apresenta uma queda acentuada da dinâmica do universo das 27 páginas, em especial, após os mandados judiciais expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), nos Inquéritos das Fake News e dos Atos Antidemocráticos.

O coordenador explica que os dados mostram a movimentação do “ecossistema” de indivíduos e de coletividades que atuam no Facebook e que integram um universo de plataformas – geridas pela mesma pessoa ou grupo – que foram consideradas produtoras e difusoras de “Fake News” na Informação Técnica, de 23 de abril de 2020, da Consultoria Legislativa da Câmara de Deputados. Os dados da CPI das Fake News foram extraídos e analisados pelo Grupo de Pesquisa sobre Democracia e Tecnologias Digitais do Mestrado em Direito da UP. 

Integram o grupo do Mestrado em Direito da Universidade Positivo os pesquisadores: Ana Carolina Contin Kosiak, Anderson Marcos dos Santos, Gabriel Schulman, Giulia de Angelucci, Laymert Garcia do Santos, Olívia Alves Gomes Pessoa e Vinícius Cunha Zanatta da Silva.

 

27 páginas com 6 perfis

No primeiro relatório parcial da pesquisa, o grupo realizou também uma análise de seis perfis que predominaram por arquétipo no universo das 27 páginas analisadas do Facebook. São eles: (a) humor, Jacaré de Tanga; (b) religião, Gospel Prime; (c) política, Terça Livre; (d) anticientífica, Terra Plana; (e) saúde, Naturalmente Saudável; (f) personalidade pública, Dr. Robert Rey.

Tais perfis, ao longo dos anos de 2015 a 2020, foram responsáveis por um total de 59,4 mil postagens que conseguiram 60,6 milhões de interações nas publicações ao longo do mesmo período. Em comum, os seis perfis reforçam os indícios de existência de bolhas formadas por temas de interesse, já que não são conhecidos por uma parcela considerável da população e, mesmo assim, apresentam um engajamento de alta performance. Em termos de número de postagens e interações, o ano das eleições de 2018 mostrou uma dominância plena do perfil de humor Jacaré de Tanga.

Os perfis Terça Livre, Dr. Robert Rey e Naturalmente Saudável, que abordam diretamente temas de política e saúde, registraram um salto na média de interações anual em cada postagem em 2019, início do governo do presidente Jair Bolsonaro. Já o perfil religioso Gospel Prime e de anticiência Terra Plana apresentaram um crescimento em 2018 e mantiveram uma constância em 2019 e 2020. “Pelo que analisamos até o momento, em apenas 27 páginas, por meio de critérios metodológicos e científicos rigorosos, podemos indicar evidências de que o Facebook assumiu importância como espaço de difusão de conteúdo e manifestação política, em sentido amplo, desde a metade da década de 2010, de modo até mesmo a influenciar, em alguma extensão, as eleições e a dinâmica da democracia brasileira”, conclui Faria. Para acompanhar as pesquisas e acessar o relatório na íntegra, acesse https://tecdemocracia.org/.

 

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em ensino superior entre as IES do estado do Paraná e uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta, mais de 400 mil m² de área verde no câmpus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A instituição conta com três unidades em Curitiba (PR), uma em Londrina (PR), uma em Ponta Grossa (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de Graduação, centenas de programas de especialização e MBA, sete programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam mais de 3.500m². Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em up.edu.br/



Para a administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro, é necessário normalizar a necessidade de cuidados


Foto: Xocolate Magalhães.

A equipe da Administação Regional do Plano Piloto preparou uma ação em alusão ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, fazendo sua parte na #SetembroAmarelo, para o público interno.

Com distribuição de laços amarelos, um símbolo da data, a ação abriu caminho para informações, conversas, acolhimento, atividades de prevenção e atenção à saúde mental com servidoras e servidores do órgão.

Nas redes sociais, a equipe divulgou registro fotográfico da ação e de canais de apoio psicológico, como as unidades do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e o Centro de Valorização da Vida (CVV), que também pode ser acessado pelo telefone 188.

"Normalizar a necessidade de cuidados é importante! Nossa saúde mental e a de quem está à nossa volta merece atenção constante", disse a administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro.

No perfil da Administração no Instagram, é possível assistir ao vídeo do psicólogo, psicanalista André Bizzi, sobre a importância da atenção psicossocial. Acompanhe!

Está chegando o dia do Prêmio MELHORES DO ANO 2021 do Grupo Inova, o prêmio visa premiar as personalidades que fizeram a diferença no ano de 2021



Vem aí o Prêmio MELHORES DO ANO 2021, o evento visa premiar as personalidades que fizeram a diferença em 2021, as inscrições para o Prêmio MELHORES DO ANO 2021 vão até 02 de novembro de 2021, pelo Blog do PAULO MELO ou pelos portais do Grupo Inova.

O Prêmio MELHORES DO ANO 2021 é uma iniciativa do Grupo Inova, que tem por objetivo premiar o trabalho pelo desenvolvimento do Brasil em 2021, mostrando cases de pessoas e instituições que se destacaram em diferentes áreas de atuação, principalmente neste momento da pandemia da Covid-19, reforçando assim a importância de atitudes inovadoras na sociedade.

O evento também busca aproximar as entidades representativas empresariais, da política, do terceiro setor, da educação, da cultura, do esporte, da comunidade, dos condomínios, da comunicação e influenciadores digitais.

De acordo com o responsável pelo evento, a edição de 2021 será a melhor edição de todas e com o mais qualificado público. "O Prêmio MELHORES DO ANO do Grupo Inova já é uma tradição no Distrito Federal, estamos chegando na 6° edição com muito planejamento e cuidado em função da pandemia da Covid-19. Eu acredito que a edição de 2021 será muito positiva, pois teremos um público bem menor, com transmissão ao vivo pelas redes sociais , com música ao vivo e muita alegria para comemorar o difícil ano de 2021", comentou o jornalista Paulo Melo

A cerimônia de entrega do Prêmio MELHORES DO ANO do Grupo Inova, será realizada no dia 04 de novembro de 2021, às 19h, na tradicional Galeteria Beira Lago, Quadra 02, Setor de Clubes Esportivos Sul, Brasília-DF, ao lado do Píer 21.

Serviço: Prêmio MELHORES DO ANO 2021 do Grupo Inova e Blog do PAULO MELO

Confirmação: Até o dia 02/11/2021 pelo link: 
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdfgVKDvyfkmA9QNSBke7LFAD5PSuZREZKWIGiLdUBdn3WSdQ/viewform

Data: 04 de novembro de 2021.

Horário: 19h.

Local: Galeteria Beira Lago, Quadra 02, Setor de Clubes Esportivos Sul, SHCS, Brasília - DF (ao lado do Pier 21).

Cardápio: Couvert Beira Lago (Porção com Galeto, Polenta e Maionese), Pastel de Carne e Queijo, Água com e sem gás, Suco de Laranja e Uva, Refrigerantes, Chopp, Caipirinha e Caipiroska.

Valor: Convite individual a ser pago na entrada do evento - R$ 90,00 (noventa reais por pessoa).

Informações: 61 4101-6378 | 99807-2015 | paulomeloblog@gmail.com | www.paulomelo.blog.br

Confirme aqui a sua presença: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdfgVKDvyfkmA9QNSBke7LFAD5PSuZREZKWIGiLdUBdn3WSdQ/viewform

Participe do Prêmio MELHORES DO ANO 2021 do Grupo Inova!

9/23/2021 05:16:00 PM


A chapa perfurada tem sido cada vez mais utilizada em projetos arquitetônicos. Nas fachadas de edifícios, por exemplo, a utilização dessas peças pode trazer um excelente acabamento visual, além de algumas características essenciais para esse tipo de estrutura


Mas, caso você ainda tenha dúvidas sobre como a chapa perfurada pode aprimorar o seu projeto para fachadas de edifícios, saiba que existem várias razões para investir em peças metálicas.



Características das chapas perfuradas para fachadas de edifícios. As fachadas de edifícios talvez sejam o elemento mais marcante dessas construções, pois, além de serem vistos como a identificação da estrutura, tem a função de manter a privacidade e proteger o interior contra agentes externos.

É possível definir que fachada é toda a área visível das faces de um prédio. Sendo assim, temos a fachada externa (frentes, laterais e fundos do prédio) e a fachada interna (corredores, portas dos apartamentos, garagem e espaços que compõem a área comum).



Desse modo, é fundamental que sejam constituídas de materiais de alta qualidade, como as chapas perfuradas, que suportam grandes esforços físicos, choques mecânicos, variações de temperatura, processos de oxidação e corrosão e condições adversas.

As chapas perfuradas possuem características fundamentais para projetos arquitetônicos: podem ser fabricadas com diferentes materiais, ferro, aço inox, aço carbono, alumínio, aço galvanizado) e são altamente duráveis e resistentes.

Afinal, como a chapa perfurada para fachada de edifícios pode aprimorar o projeto?

As chapas podem ser utilizadas como revestimento, com diferentes tipos de perfurações. Mas, se você tem dúvidas sobre como a chapa perfurada pode aprimorar seu projeto de fachadas de edifícios, conheça as principais vantagens desse material.

Permite a passagem de ar
Como o próprio nome sugere, as chapas perfuradas possuem perfurações que variam de tamanho e formato. Essa característica possibilita a passagem de ar, o que é fundamental para não comprometer a ventilação do ambiente.

Possui translucidez
Outra característica marcante das chapas perfuradas utilizadas em projetos de fachadas de edifícios é a aparência translúcida, que não compromete a visão do ambiente externo.

Permite a propagação do som
As perfurações características das chapas perfuradas para fachadas de edifícios também permitem a propagação do som através de suas aberturas.

Oferece excelente acabamento visual
O acabamento visual das chapas perfuradas para edifícios é uma das principais razões para que esse material seja utilizado nesse tipo de projeto, pois oferece um design uniforme, moderno e versátil.

É leve e fácil de manusear
Embora seja feito de materiais metálicos, a chapa perfurada é leve, o que facilita não apenas o seu transporte, mas principalmente sua aplicação, seja nas fachadas de edifícios ou em outros projetos.

Oferece amplas possibilidades de acabamentos
O uso de chapa perfurada para fachadas de edifícios oferece diferentes possibilidades de acabamentos, variando entre cortes e recortes, galvanização eletrolítica, pintura eletrostática (epoxi) e galvanização a fogo.

No entanto, para garantir essas e outras vantagens que a chapa perfurada pode oferecer para aprimorar o seu projeto, tenha em mente que é fundamental adquirir a estrutura de um fabricante confiável e experiente na fabricação e distribuição de peças metálicas.



Moradores do Distrito Federal que desejam realizar tratamento odontológico ou psicológico gratuito podem se inscrever nas clínicas de atendimento do Centro Universitário IESB. Os programas do segundo semestre de 2021 estão com inscrições abertas. Mais de 9 mil atendimentos à comunidade já foram realizados apenas este ano


Foto: João Ribeiro.

Clínica de Psicologia
A Clínica de Psicologia do IESB oferece atendimento gratuito na área de psicoterapia individual para adolescentes, adultos e idosos. Neste período da pandemia, os atendimentos a crianças estão temporariamente suspensos.

Além dos atendimentos individuais, também existem projetos como Psicologia e Nutrição, atendimento em grupo para mulheres (Grupo de Mulheres Auroras), atendimento em grupo para adolescentes, atendimento para adolescentes com hábito de se ferir, grupo de orientação parental para pais/mães/cuidadores (Projeto Conexões).

Os atendimentos são realizados por alunos do curso de Psicologia do IESB com supervisão e acompanhamento de professores com extensa experiência na área. Os atendimentos da Asa Sul estão abertos à comunidade e as inscrições são feitas por meio do site do IESB (www.iesb.br): serviços – serviços à comunidade – Clínica de Psicologia João Claudio Todorov.

Para quem precisa de atendimento com urgência, a clínica também dispõe de plantão psicológico para pacientes a partir dos 15 anos. Após a inscrição, a clínica entra em contato (por meio de ligação telefônica ou WhatsApp) para agendar as sessões. Acesso por meio do link:https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScWOIIWNnKB49talshYRG8cpP56TQ-Mu7PxDoL3BJdomrbr5Q/viewform

Mais informações: Clínica de Psicologia IESB Asa Sul: Telefone: 3962-4802.

Clínica de Odontologia 
A clínica integrada de odontologia do Centro Universitário IESB realiza atendimentos nas áreas de endodontia (tratamento de canal), dentística (restaurações) e periodontia (limpeza e tratamento de gengiva). Os serviços são 100% gratuitos e feitos por alunos do curso de Odontologia do IESB, na Asa Sul, com supervisão e acompanhamento de professores supervisores. Para se inscrever, basta clicar aqui e preencher o formulário: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfXUeI_J8AP_yEUs8VuObiqtPEoiTX3PWbgIs7lFukCqOWbPQ/viewform

 "No estágio, os alunos executam os procedimentos sob supervisão dos professores de diferentes áreas. Além disso, é ótimo para a população porque é um atendimento de nível excelente e sem custo algum", destaca o professor Anderson Paulo, responsável pelo estágio na clínica integrada de Odontologia.



Em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento foi de 5,9 milhões de toneladas
 
 
No acumulado de janeiro a agosto de 2021, o volume comercializado de cimento foi de 43,4 milhões de toneladas. Ou seja, um aumento de 11,4%, de acordo com dados divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC). Na avaliação do  especialista em construção civil Marlus Franco, da AMG Engenharia, a  procura pelo material indica continuidade da venda de imóveis e das reformas.
 
Porém a alta no preço de materiais de construção ainda reflete negativamente no segmento da construção civil, o que tem preocupado os empreendedores brasileiros. Conforme o  Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI) registrado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre julho de 2020 e junho de 2021, houve um aumento de 32,92%. Ou seja, a reforma tá mais cara.
 
Marlus afirma que o mercado está oscilando, mas alguns itens já apresentaram queda no valor. “O aço foi um dos vilões, mas já teve uma queda de 10%. É discreta, não é o preço que queríamos, mas esperamos uma redução maior. No entanto, os valores não devem ser os mesmos do período pré-pandêmico”, explica o especialista.

Créditos: Divulgação


Atenta à saúde, ao bem-estar e à segurança dos colaboradores, a Tecnobank recebe, em 2021, o segundo selo Great Place to Work (GPTW), que reconhece as boas práticas percebidas pelos colaboradores para que tenham sempre um bom ambiente de trabalho. De acordo com a diretora de Gente & Gestão (RH) da Tecnobank, Michaela Vicare, muito mais do que uma prática ou outra em particular, o que certamente garante a satisfação de quem trabalha na companhia é um conjunto de ações e iniciativas que trazem por trás de si algo muito maior. "Nosso conjunto de valores, que nos destaca no mercado, ficou ainda mais evidente nos anos 2020 e 2021, quando, juntos, enfrentamos um dos momentos mais sensíveis de nossas vidas", afirma. Mesmo com 100% da equipe trabalhando em home office durante a pandemia, a empresa conseguiu manter 94% de satisfação entre os colaboradores, um índice considerado excelente pela empresa de avaliação

 

Sobre a Tecnobank

A Tecnobank é uma empresa brasileira de tecnologia para negócios, que desenvolve soluções agregadas que geram segurança e agilidade aos processos eletrônicos dos segmentos bancário, financeiro e de veículos. Homologada pelos órgãos executivos de trânsito, a empresa fundada em 2007 tem sede em São Paulo (SP), mas atua em 12 estados brasileiros, com mais de 1.700 clientes ativos. A companhia possui programas rigorosos de Compliance, Segurança da Informação e Privacidade & Proteção de Dados. Outra prioridade da Tecnobank é o bem-estar, a saúde e a segurança de seus colaboradores, o que lhe rendeu três prêmios de melhor empresa para trabalhar, em 2020, e o segundo selo consecutivo, em 2021, do Great Place to Work (GPTW).

9/23/2021 02:02:00 AM
Silêncio constrangedor!

Conversei recentemente com o ex-governador Geraldo Alckmin e considero incompreensível o silêncio do PSDB sobre a sua eminente saída do nosso partido.

Eu o conheci quando chegamos, em 1987, para a Assembleia Nacional Constituinte, apresentado pelo então Senador Mário Covas.

Desde a fundação do PSDB, em 1988, Geraldo nos representou com firmeza e dedicação em vários momentos históricos.

O silêncio de muitas das nossas lideranças, testemunhas da lealdade e generosidade do ex-governador, diminui o PSDB e não honra a nossa trajetória.

A história do nosso partido não começou ontem. Temos uma longa trajetória de lutas e conquistas em favor do Brasil, e Geraldo esteve presente em todas elas.

O PSDB tem com ele uma dívida de reconhecimento e gratidão.

Os valores e o significado do nosso partido não podem se submeter à força de uma máquina administrativa ou de projetos pessoais que nada têm a ver com nossa história.

Insisto: o silêncio de nossos líderes, especialmente alguns de São Paulo, que trabalharam a seu lado ou dele receberam decisivo apoio em suas trajetórias, atualizam, lamentavelmente, a velha máxima, segundo a qual, na política, o dia da gratidão é a antevéspera da traição, ou, como diria Leonel Brizola: "a política ama a traição, mas abomina o traidor."

Ao governador Geraldo Alckmin, meu respeito e minha solidariedade.

Aécio Neves
Deputado Federal e ex-presidente nacional do PSDB

Lucas Dezordi*


A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior. Esse valor negativo não era esperado pelo mercado e, de certa forma, tornou os analistas mais céticos em relação a novas previsões. Concomitantemente, levantou uma questão central sobre a velocidade de recuperação, assim como sua capacidade de manutenção ao longo do tempo. Este breve artigo, portanto, pretende analisar os dados mais recentes de nossa atividade e os desafios para uma retomada mais sustentável de nossa economia.

A demanda externa puxou para cima a economia no segundo trimestre. As exportações de bens e serviços cresceram 9,4% em relação ao período imediatamente anterior e 14,1% comparado com o mesmo trimestre do ano anterior. Esse crescimento é explicado pela forte demanda internacional de produtos agrícolas, máquinas e equipamentos, indústria automotiva e minerais não metálicos. A taxa de câmbio depreciada aliada à valorização dos produtos comercializáveis (tradables) impulsionaram o comércio internacional, contribuindo para um saldo na balança comercial positivo no valor de US$ 37,496 bilhões. O saldo é 68,2% maior que nos primeiros meses de 2020, sendo o melhor primeiro semestre da história.

Os sinais recentes indicam que o ritmo de crescimento das principais economias desenvolvidas e a chinesa tende a reduzir, impactando os preços internacionais. Associados a esse fator, os estímulos monetários dos principais bancos centrais devem continuar. Com efeito, teremos um ambiente macroeconômico internacional propício para alocação de capital nas economias emergentes, com uma tendência de depreciação do dólar frente às moedas desses países. Resumindo, com preços de commodities mais estáveis e dólar mais fraco vai ser ampliado o espaço para a retomada da demanda doméstica, principalmente nos países que avançaram na imunização de sua população.

É nesse ambiente internacional que a economia brasileira se encontra. Contudo, destaco três desafios centrais para um maior benefício econômico. Primeiro, devemos avançar na estabilidade político-institucional. No imbróglio do projeto orçamentário para o próximo ano, a proposta da PEC de parcelamento dos gastos com precatórios não foi bem aceita pelo mercado. Gerou insegurança jurídica, incertezas e preocupações com a criação de um fundo que poderia aumentar suas despesas acima do limite determinado pelo teto dos gastos. Um caminho alternativo proposto pelo ministro Fux seria a revisão dos valores. Nesta situação, o CNJ permitirá ao governo uma despesa de R$ 39,9 bilhões em dívidas judiciais ao longo de 2022. O restante – R$ 49,1 bilhões – teria pagamento previsto apenas para 2023.

O segundo desafio é o enfrentamento da atual crise hídrica. Estimo que os efeitos mais agudos do La Niña poderão gerar um racionamento compulsório o qual reduzirá o consumo em 10%. Nesse caso, o impacto negativo na atividade econômica poderá ser de uma perda de 1,25 pontos percentuais do PIB. Com isso, o governo deve avançar em um plano de redução imediata no consumo de energia, reduzindo desperdícios e evitando um racionamento forçado.

O terceiro fator está relacionado ao controle da inflação. Com instabilidade institucional entre os Poderes e a crise hídrica pressionando preços administrados, uma retomada mais rápida da atividade econômica doméstica poderá gerar maior pressão sobre a inflação de serviços, contaminando as expectativas de médio prazo. Com isso, a retomada de nossa economia deverá ocorrer em um ritmo mais moderado e focado em controlar os três principais riscos à instabilidade socioeconômica.

*Lucas Lautert Dezordi, é doutor em Economia, sócio da Valuup Consultoria, economista-chefe da TM3 Capital e professor da Universidade Positivo.

Evento em Brasília é oportunidade para quem quer iniciar atuação no setor previdenciário


Após dois anos de aprovada a última Reforma da Previdência (PEC 103/2019), ainda são muitos os desafios para quem quer se aposentar e para os advogados que atuam na área. As regras de transição, a dificuldade de identificar o melhor momento para requerer a aposentadoria estão entre algumas das dificuldades que estão postas.

 

Para discutir estratégias de como atuar neste mercado, um grupo de advogados especialistas em Direito Previdenciário vai se reunir em um evento aberto ao público e gratuito.

 

“Quanto mais falarmos sobre o assunto, quanto mais informações qualificadas circularem entre operadores do Direito, sejam eles advogados, procuradores, juristas, mais fácil será nossa atuação como profissionais e mais fácil será o acesso dos segurados ao seu benefício”, afirma a advogada doutoranda e mestre em Direito Previdenciário, Thais Riedel, uma das palestrantes do evento. Thais é presidente do Ibdprev - Instituto Brasiliense de Direito Previdenciário e da Associação Confederativa Brasileira da Advocacia Previdenciária – Acbrap.

 

Também participam do evento Washington Barbosa, mestre em Direito das Relações Sociais e Trabalhistas, Theodoro Agostinho, doutor e mestre em Direito Previdenciário, Thiago Albuquerque, especialista em Direito Previdenciário, Alex Sertão, especialista em Direito Previdenciário, Alex Sandro, advogado e especialista em Previdenciário.

 

O evento ocorrerá no Lets Idea Brasilia Hotel, que fica no SHN q. 5 bl. B. Começa às 17h30, com um coffe break e as inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site https://bityli.com/KHQ1l.



Apesar da alta, presidente da Comissão Especial de Recuperação de Empresas e Falência da OAB/GO, Filipe Denki, explica que o número é abaixo do esperado

O número de pedidos de recuperação judicial aumentou 50% em agosto ao chegar aos 111, contra os 74 do mês anterior. De acordo com o Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian, o mês de agosto foi o que registrou o maior número de pedidos desde o começo de 2021. A maior parte das requisições partiram do segmento do comércio (43,2%).

Apesar da alta, o presidente da Comissão Especial de Recuperação de Empresas e Falência da OAB/GO, Filipe Denki, explica que o número não é o esperado. "Em que pese o aumento dos pedidos de recuperação judicial no mês de agosto o número é muito abaixo do esperado por especialistas que previam um recorde de pedidos em 2021 igualando o ano de 2016 que teve no ano 1863 pedidos de recuperação judicial”, pontua.

Segundo os dados, os pedidos de falência em agosto registraram queda de 0,5%, totalizando 95 solicitações ante as 100 registradas em julho. O destaque também ficou para as micro e pequenas empresas, com 60 requisições, seguidas pelos negócios de médio porte (19) e grande (16). O segmento que mais demandou pelo recurso foi o de serviços, que teve 60 pedidos no período. Em sequência estão a indústria (19), o comércio (16) e o setor primário, que não teve nenhuma solicitação.

“O crescimento expressivo das requisições está ligado diretamente aos riscos econômicos que vêm se elevando desde o início de agosto no país. As questões políticas, a crise hídrica e o aumento da inflação passaram a afetar negativamente a saúde financeira dos consumidores, o que prejudica, principalmente, os negócios do segmento de comércio e as micro e pequenas empresas, que ainda estavam se reerguendo com o relaxamento das medidas restritivas referentes a pandemia”, disse o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

                                       

  •                                                                    Créditos: Freepik

 Saiba o que considerar na hora de escolher a escola ideal, levando em conta questões como valores, religião, distância e formação dos professores

Escolher a escola ideal para matricular o filho sempre exigiu dos pais atenção redobrada. Além de todas as questões que entraram no radar por conta da pandemia - como proposta de ensino híbrido e segurança sanitária - existem inúmeros fatores que precisam ser considerados na hora de tomar a decisão. De acordo com a diretora pedagógica do Sistema Positivo de Ensino, Acedriana Vogel, é preciso reforçar que o critério mais importante para uma família pode não ser o fator principal para outra. Para ajudar os pais a decidir com base naquilo que julgam melhor para os filhos e sua família, ela sugere uma lista com dicas sobre o que deve ser ponderado.

Professores

A formação dos professores é algo que pesa na escolha da instituição de ensino. "É importante verificar a política de seleção da equipe, o tempo médio de casa, qual a exigência mínima de formação, se há professores auxiliares, bem como a existência de investimento na formação continuada dos professores", ressalta a educadora.

Conteúdo

Os pais devem avaliar a proposta pedagógica e como ela é aplicada. “Ao entender o conteúdo como um meio para que os estudantes desenvolvam habilidades e competências, vale observar o número de alunos por sala de aula, a arquitetura dos espaços da escola, a proposta de atividades socioemocionais, oficinas “mão na massa”, bem como a carga horária de língua inglesa e de atividades esportivas”.

Distância

Se a escola fica perto ou longe de casa e o trânsito que será necessário enfrentar para chegar até ela são questões para analisar. É importante levar em conta que, se a criança for pequena, ela tende a dormir durante o caminho – e isso pode influenciar na atenção, prejudicando inclusive o aprendizado.

Faça as contas

Além do valor da mensalidade é preciso pôr na ponta do lápis outras despesas, como aulas extracurriculares, lanches e refeições. Assim, segundo Acedriana, é possível chegar ao valor real da escola e do impacto que terá no orçamento familiar.

Criatividade

O estímulo à criatividade é importante para a família? Se sim, deve-se analisar essa questão quando visitar as dependências da instituição. Segundo a educadora, a disposição de mesas e cadeiras, a oferta de salas alternativas para oficinas práticas e os espaços de lazer revelam como esse assunto é tratado pela escola.

Olhar diferenciado

Independentemente do tamanho da escola, a especialista orienta que é importante entender como é organizado o atendimento ao estudante e a sua família. "Avalie se a escola oferece apoio psicológico, orientação educacional, professores tutores para ajudar as crianças e adolescentes com questões mais difíceis e delicadas", recomenda.

Tamanho da escola

Os pais devem decidir de antemão se preferem uma escola focada em determinada fase da vida das crianças ou se a melhor opção é uma instituição que atenda da Educação Infantil ao Ensino Médio. "Ambas têm suas vantagens e desvantagens – uma escola que atende somente Educação Infantil tende a ser mais especializada e com todos os seus espaços modelados para crianças menores, por outro lado uma escola que tem todos os segmentos tende a trabalhar melhor os impactos de adaptação de um segmento para o outro", pondera Acedriana.

Ensino Médio

Se a mudança acontecer durante o Ensino Médio, confira se existe uma programação direcionada ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), formação técnica ou outro tipo de ensino específico e como ele acontece. "Com o Novo Ensino Médio, a escola se diferencia pela proposta dos Itinerários Formativos, por isso vale ponderar se o que a escola oferece faz sentido para as expectativas de escolha do estudante".

Religião

É importante analisar qual é o peso da religião para a família e se a orientação da escola está alinhada com o que é vivido em casa. "Deve-se ter clareza sobre a forma de abordagem religiosa no currículo antes de fazer a matrícula, para que não haja frustração futura", lembra Acedriana.

Exposição de trabalhos

Nem sempre as crianças contam e mostram tudo o que fizeram durante o dia na escola. "Os trabalhos feitos em sala de aula que vão para a exposição servem tanto para evidenciar a importância da autoria do estudante, como também é uma materialização para os pais do que foi aprendido pelos alunos. Vale dar uma atenção especial às paredes da escola quando visitar o espaço", lembra a diretora.



Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação.

Para a Associação Nacional das Mulheres Policiais do Brasil (Ampol), "Respeito é a Ordem". E com esse discurso uníssono, a entidade apoia a pré-candidatura da advogada especialista em direito previdenciário e defensora da própria associação, Thaís Riedel, à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil Secccional do Distrito Federal (OAB/DF)


Foto: Renan Oliveira.

Em mensagem nas redes sociais, a advogada ressalta a necessidade de modernizar a OAB/DF por meio do acesso à juventude e com a mão na massa, sendo, todos, protagonistas da transformação. "Não se trata apenas de mera presença ou representatividade. Precisamos muito dos jovens profissionais, trazendo a força dos seus sonhos e o refresco das novas ideias, na linha de frente do nosso movimento… Vamos, juntos, resgatar a nossa Ordem, pelo futuro de cada um dos nossos colegas. Pelos sonhos dos jovens que acabam de escolher o direito como profissão", publicou a candidata.

Durante várias conquistas da Ampol, Thaís adovogou pelos direitos da segurança pública, não apenas como uma mulher em defesa das demais, mas, também, com a visão de empatia pelo outro e por todas as famílias envolvidas em cada decisão sobre o futuro dos policiais brasileiros.

"DESDE CEDO ME INTERESSO PELAS GRANDES CAUSAS E VOU ATÉ ONDE FOR PRECISO PARA LUTAR POR ELAS. ASSIM VEM SENDO A MINHA MILITÂNCIA NA ADVOCACIA", REVELA A PRÉ CANDIDATA.

A especialista em direito previdenciário também é uma forte defensora do uso de novas tecnologias na OAB como forma de promoção do desenvolvimento, com soluções de acesso e capacitação para todos os profissionais. "Disso depende a própria evolução da nossa profissão. A tecnologia precisa estar a serviço do direito, não da desigualdade", justifica.

Verde esperança
O lançamento da pré candidatura da advogada da Ampol, além de muitas outras entidades que contam com a sua expertise em temas cruciais, foi realizada no dia 12 de agosto, no Cine Drive In, em Brasília (DF). "Essa caminhada da Ordem é uma caminhada coletiva. É algo que exige muita união, muita estratégia e muito trabalho", destacou Thaís Riedel em sua apresentação.

Por tudo isso e pelo histórico de estratégias, planejamentos, visões de futuro e conquistas junto à advogada, a Ampol se une à pré-candidatura de Thaís à OAB/DF em forma de apoio, com a esperança de que o melhor está por vir. "Nós precisamos dela e todo o seu conhecimento em lutas ainda árduas que estão sendo travadas. A Dra. Thaís tem o conhecimento necessário que, agregado aos demais profissionais que nos defendem nessa jornada, pode ajudar a alcançar a justiça não somente para os servidores da segurança pública, mas para todos os profissionais da advocacia e, consequentemente, a todos os cidadãos. Convocamos todos e todas a darem o seu voto de confiança à juventude que chega com tudo para a mudança", comemora a presidente da Ampol, Creusa Camelier.

9/21/2021 04:14:00 PM


De autoria do vice-presidente da CLDF, deputado Delmasso Republicanos), a Lei nº 6.951 de 20 de setembro de 2021 destina-se a regular os direitos assegurados aos jovens, sem prejuízo do disposto na Lei federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990, e nos demais diplomas legais pertinentes

Foto: Rogério Lopes.

O novo Estatuto busca assegurar os direitos de jovens, com idade entre 15 e 29 anos. Segundo o projeto, os jovens são "atores sociais estratégicos para a transformação e melhoria do Distrito Federal juntamente com as suas organizações de caráter político, estudantil, cultural, religioso e desportivo".
 
Pela proposta, a sociedade participará, em colaboração com o poder público, da formação das políticas públicas e dos programas destinados aos jovens, assegurada sua representação em órgãos governamentais destinados a estes fins, cabendo-lhe: I – encaminhar aos poderes constituídos propostas de ações de defesa e promoção dos seus direitos; II – acompanhar e avaliar as ações governamentais e não governamentais dirigidas ao atendimento e melhoria das condições de vida dos jovens; III – participar da proposta orçamentária destinada à elaboração e execução de planos e programas voltados a juventude do Distrito Federal; IV – fiscalizar o cumprimento das prioridades estabelecidas no plano; V – manifestar sobre a conveniência e oportunidade da implementação de ações governamentais visando os jovens.

O Estatuto estabelece ainda que "todos os jovens, como membros da sociedade e moradores do Distrito Federal, têm o direito de ascender e desfrutar dos serviços e benefícios socioeconômicos, políticos, culturais, informativos, de desenvolvimento e convivência que lhes permitam construir uma vida digna".



Luana Machado, nova secretária de Juventude do Distrito Federal, comemora a sanção do Governador. "Para mim é um verdadeiro presente poder estar à frente da pasta nesse momento, é um marco para nós como secretária e para a juventude do Distrito Federal. Agradeço o compromisso do governador Ibaneis, especialmente com os jovens ao sancionar essa Lei e a parceria, sempre atuante do Deputado Delmasso que tem uma trajetória de muita luta pelos interesses da juventude", afirma.

Para Delmasso, essa é uma grande conquista para a juventude da cidade. "Garantir e dar efetividade aos direitos fundamentais como saúde, trabalho, educação e lazer aos jovens é de extrema importância porque sabemos que esses jovens de hoje, serão aqueles que conduzirão o nosso país amanhã, por isso, fazer valer seus direitos é também levá-los ao entendimento que eles também podem e devem cumprir com seus deveres como cidadãos", declara.

Publicidade

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.