Vilmar Rocha diz qua não vai expulsar vereador do PSD de Luziânia

8/02/2013 10:35:00 AM
Vilmar Rocha diz que prisão de vereador de Luziânia “não tem nada a ver com o partido”
Aderbal de Jesus foi preso durante a deflagração da Operação Pampas Pharma contra o tráfico de drogas no entorno e no Distrito Federal
Mara Puljiz/CB/DA/Press
Vereador Aderbal João de Jesus Souza, à direita, foi preso em operação Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) da Polícia Civil do DF e a Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal.

O presidente do Partido Social Democrático (PSD) em Goiás, o deputado federal Vilmar Rocha, afirmou ao portal nesta sexta-feira (2/8) que o caso do vereador de Luziânia preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e venda de medicamentos proibidos não tem nada a ver com o partido. “Isso é questão que a Justiça e a polícia devem resolver, e já estão resolvendo. Não tem nada a ver com o partido. Ponto.”

Questionado sobre uma possível atitude que o PSD poderia tomar em relação à conduta do vereador Aderbal João de Jesus Souza, de 31 anos, Vilmar Rocha – que também é secretário da Casa Civil do governo Marconi Perillo (PSDB) – disse que ele deve ser tratado com o “rigor da lei”. O secretário relatou ainda que não se lembra de casos semelhantes envolvendo vereadores goianos do PSD com esse tipo de crime.

Aderbal de Jesus foi preso na quinta-feira (1º) durante a deflagração da Operação Pampas Pharma contra o tráfico de drogas no entorno e no Distrito Federal. No momento da prisão, a Vigilância Sanitária apreendeu medicamentos abortivos e anabolizantes, que eram vendidos ilegalmente na farmácia dele. O pessedista é da base do prefeito da cidade, Cristóvão Tormin (PSD).

Outras prisões
Também foram presos um vereador de Valparaíso, Ubirajara Dias de Alcantara (PT do B), de 34 anos; o secretário de Esportes do Novo Gama, José Franco Pimentel, 37; o atendente de farmácia Marivaldo Jesus Paz Carvalho, 43; o empresário Paulo Pereira Costa, 40; e Fábio Alves Mendes, 36, funcionário de Paulo Pereira em Valparaíso.

Já em Goiânia, foram presos Gutierre da Silva Nascimento, 27 anos, e Paulo Henrique Vieira Leite, 38 anos. de Valparaíso e outro de Luziânia, dois empresários e o secretário de Esportes de Novo Gama. Também foram presas outras duas pessoas de Goiânia, onde foram apreendidos mais de mil comprimidos de ecstasy e pedras de crack.