Franquias de Saúde, Beleza e Bem-estar faturam R$ 38 milhões em 2021 e crescem 10,5%

  Brasil é o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo; Genivaldo Ribeiro da Silva, fundador da rede Cheia de Charme, fala sobre o movimento do setor


Superando diversos desafios impostos pela pandemia, o setor de Saúde, Beleza e Bem-estar faturou R$ 38 milhões em 2021, obtendo um crescimento de 10,5% em relação a 2020. Os dados, disponibilizados pela Associação Brasileira do Franchising (ABF), indicam que o segmento só perdeu para Casa e Construção. De acordo com a Euromonitor, em 2020, negócios relacionados à higiene e beleza cresceram 4,7%. Hoje, o Brasil detém o quarto maior mercado de beleza do mundo. Uma das empresas que é exemplo desse crescimento é a Cheia de Charme, rede de salões de beleza que iniciou em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, e hoje possui 29 lojas espalhadas pelo país. Somente em 2021, a rede faturou R$ 30 milhões. Em 2022, devido ao crescimento do negócio, a rede se tornou uma franquia.

"O mercado de beleza é altamente lucrativo. O Brasil possui um povo muito vaidoso e nem mesmo o isolamento social conseguiu paralisar esse comportamento. O que vimos na pandemia é um movimento que vem de outras décadas. Hoje em dia, com a acessibilidade de preços no setor de beleza, o mercado tem a tendência de crescer ainda mais. Foi observando todo esse movimento que decidimos transformar o nosso negócio em uma rede de franquia", comenta Genivaldo Ribeiro da Silva, fundador da rede Cheia de Charme.

De acordo com a Cheia de Charme, cada salão tem uma média de 150 atendimentos por dia- entre cabeleireiro, manicure e estética. O faturamento mensal de cada unidade é  a partir de R$ 80 mil. A rede destaca que com o fim dos isolamentos sociais, as pessoas voltaram a ir em eventos e, com isso, retornaram os cuidados com a beleza pessoal. 

“É um segmento que não para de crescer. O mercado de beleza sempre estará presente. Estamos muito animados para esse ano e temos a expectativa de faturar R$ 55 milhões em toda a rede. Acreditamos que a Cheia de Charme é um modelo de negócio muito interessante para a Região Sudeste. Esperamos muito em breve chegar por lá”, finaliza o empresário.

As franquias da Cheia de Charme possuem o investimento inicial a partir de R$ 230 mil, com prazo médio para retorno de 18 a 24 meses.

Postar um comentário

0 Comentários