SIA Sim!, projeto da Câmara de Dirigente Lojistas foi um dos finalistas do hackathom “O DF que a gente quer”

 



SIA Sim!, projeto da Câmara de Dirigente Lojistas foi um dos finalistas do hackathom “O DF que a gente quer”

 

Evento aconteceu no sábado, 26, no Museu da República

 

O projeto SIA Sim!, desenvolvido pela Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF), foi um dos finalistas do hackathon “O DF que a gente quer”, realizado neste sábado, 26, pela Codese-DF (Conselho de desenvolvimento econômico, sustentável e estratégico do Distrito Federal), no Museu da República.

O evento foi dividido em uma manhã de debates sobre ações estratégicas para o desenvolvimento econômico do Distrito Federal até 2040 e, na parte da tarde, as apresentações dos projetos do hackathon. Entre os finalistas, o assessor jurídico Henrique Ferreira, com o projeto SIA Sim!, falou sobre a necessidade de incentivo fiscal para novos empreendimentos no Setor Indústrias e Abastecimento (SIA). 

“Por estar em uma localização central, com ausência de residências ao redor e um vasto estacionamento, a região é vista como um grande polo para receber empresas que fomentam o entretenimento da capital. Nós conseguimos quebrar as principais objeções desse setor, dando luz para a região que já existe, só precisa ser melhor explorada”, comenta Henrique Ferreira.

O dia terminou com a entrega do prêmio máximo para o projeto de reaproveitamento da sobra de lixo do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), da região administrativa Estrutural. Na ocasião, o presidente da Codese, Leonardo Ávila, garantiu que todos os projetos finalistas farão parte do plano de desenvolvimento de “O DF que a gente quer”, projeto que será apresentado aos candidatos à próximo governador do Distrito Federal, com objetivo de que as ações sejam efetivadas ao longo do novo mandato.

O presidente da CDL-DF, Wagner Silveira, também esteve presente no evento e chamou atenção à riqueza e qualidade dos projetos propostos no evento. “Foram doze equipes realmente comprometidas com o desenvolvimento econômico e sustentável de suas regiões e consequentemente do DF. A nossa expectativa é de que independentemente do resultado do hackathon, as ações sejam implementadas e garantam oportunidades e qualidade de vida para a população``, comenta.


Postar um comentário

0 Comentários