Saúde bucal: saiba como melhorar a experiência da criança na primeira consulta ao dentista

 



Vivência que os pais carregam pode atrapalhar a consulta dos pequenos e gerar sensações negativas



 

No mês de março é comemorado o Dia Mundial da Saúde Bucal, data instituída para alertar a importância de a população manter os devidos cuidados com a saúde dos dentes. E esse cuidado deve começar cedo, ainda na primeira infância. O dentista do Hapvida, Matheus Sebe, explica que existe muita dúvida com relação a primeira consulta odontológica do bebê. O ideal é que a mãe faça essa consulta ainda durante a gestação, para esclarecer dúvidas sobre uso da chupeta, higienização das gengivas, entre outros assuntos.



 

Caso isso não aconteça, é importante que a primeira consulta aconteça no primeiro ano do bebê, para que a família seja orientada sobre os hábitos saudáveis do dia para prevenção de doenças bucais. “O atendimento odontológico acontece antes de entrar no consultório. Geralmente a criança chega e não sabe o que vai acontecer, por isso surge o medo, a insegurança e surge, principalmente, a negativa de atendimento. Portanto, desde o momento da saída de casa e o caminho da consulta, é preciso que haja uma construção saudável de como vai ser o atendimento dela, para que ela construa suas próprias experiencias e tire suas próprias conclusões com o procedimento a qual ela vai ser submetida”, explica Matheus.



 

A experiencia que os pais carregam, de acordo com o dentista, pode atrapalhar a consulta das crianças e gerar sensações negativas. “Isso porque os pais já conhecem os barulhos do consultório, os objetos que são utilizados e sabem mais ou menos como funciona o atendimento. Essas experiencias que eles carregam são apresentadas as crianças de alguma forma, seja ela positiva ou negativa, por isso é importante ficarem atentos a esse ponto”, alerta.



 


 

O ambiente do consultório deve ser acolhedor e os profissionais devem estar preparados para receber o pequeno paciente. “O nosso trabalho é fazer com que o nosso ambiente seja mais receptivo para as crianças. Nos consultórios pediátricos, temos toda uma ambientação para tornar o local mais divertido, para que elas tenham um melhor aceite dos procedimentos. A nossa função dentro do consultório é fazer com que as crianças vivam essa experiencia lúdica e confortável”.



 

A dica de ouro do especialista para os papais é que reforcem com a construção de uma experiencia mais agradável e confortável no consultório odontológico. “Os medos e fobias são desenvolvidos após experiências negativas no consultório odontológico. Por isso, é importante que os pais reforcem com os filhos a importância do cuidado com a saúde bucal desde cedo, sejam sinceros com eles e os levem regularmente ao dentista. Isso o contribui para a melhor aceitação dos tratamentos e demais procedimentos feitos no consultório”.


Postar um comentário

0 Comentários