Hospital Estadual Centro-Norte Goiano realiza primeira cirurgia de correção de varizes

  A partir de agora, pacientes com indicação cirúrgica vascular poderão fazer o procedimento na unidade

Foto: Divulgação

O Hospital Estadual Centro-Norte Goiano (HCN), localizado no município de Uruaçu, anuncia a realização da sua primeira cirurgia para insuficiência venosa crônica, popularmente conhecida como varizes, em uma paciente do sexo feminino de aproximadamente 60 anos. Com isso, a população da região e de cidades do entorno tem uma nova oferta cirúrgica no complexo, desta vez voltada a este problema vascular que, segundo estatísticas da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), afeta cerca de 38% dos adultos no Brasil.

“A cirurgia dura em média de 1h30 até cerca de 2h. Nossa primeira paciente foi uma senhora que trabalhou muito em pé, durante toda a sua vida. Devido ao diagnóstico, ela sentia muitas dores e cansaço. Então, com certeza, essa cirurgia trará muitos benefícios para o bem-estar diário dela, pois haverá uma redução desses sintomas e ela conseguirá fazer suas atividades do dia a dia de forma mais tranquila”, explica o médico Bruno Campos Coelho, cirurgião vascular responsável pelo procedimento realizado na paciente do HCN. 

Segundo o especialista, durante o pós-operatório, o paciente que é submetido a esse procedimento não encontra grandes dificuldades. “É um pouco delicado apenas devido às dores iniciais logo após a cirurgia e para caminhar. Mas, teoricamente, é tranquilo, pois a intervenção cirúrgica não envolve a abertura de nenhuma cavidade do corpo, como, por exemplo, da barriga ou do tórax. Então, o organismo responde muito bem e a recuperação é rápida”, ressalta. 

O médico completa: “Nos primeiros dias do pós-operatório, o paciente é orientado a ficar mais com as pernas para cima de repouso, pedimos também para que evite tomar bastante sol. Contudo, em pouco tempo, ele já pode ir voltando à sua rotina normal”, pontua. 

Mais assistência 

Desde sua inauguração, em dezembro de 2021, o HCN está ampliando suas especialidades cirúrgicas. Atualmente, mais de 570 procedimentos já foram realizados na unidade. Nesse sentido, a direção do complexo reforça a importância do hospital na assistência à saúde da população goiana. 

“É muito importante ter um hospital de alta tecnologia e com grande índice de resolutividade, que atende diversos casos de média e alta complexidade, em uma região como o Centro-Norte Goiano. Diariamente, atendemos inúmeros pacientes com os mais variados diagnósticos e proporcionamos a essas pessoas acolhimento e atendimento de qualidade humanizado”, destaca Getro de Oliveira Pádua, diretor do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), organização social que administra o HCN. 

Novidade

Vale ressaltar ainda que, em breve, a unidade terá outra novidade para dar assistência médica e cirúrgica para gestantes de alto risco, pois irá inaugurar um Centro Obstétrico. "Nós teremos uma estrutura física com todos os equipamentos cirúrgicos necessários para atender a essas pacientes, além de uma equipe multiprofissional com especialistas para dar todo o suporte necessário”, encerra João Batista da Cunha, diretor assistencial do HCN, reforçando que, em pouco tempo, poderá trazer mais informações sobre o assunto.  

Assessoria de Comunicação:

Wandy Ribeiro 

E-mail: wandyribeiro@ecco.inf.br 


Postar um comentário

0 Comentários