Sete dicas para destravar o inglês

                                         

Nada de receio ou vergonha: este é o guia definitivo para fluência

Contato frequente com o inglês, assistir a séries e filmes, leitura e música no idioma da rainha: às vezes, nada disso parece suficiente para perder o medo ou a vergonha de soltar a língua. Desafios com a gramática e a pronúncia podem ser intimidadores para quem está tentando praticar o inglês, mas algumas dicas podem ajudar a superar isso. 

Para o gerente de conteúdos do PES English, Luiz Fernando Schibelbain, os erros - ou tentativas de acerto - na hora de falar inglês não são motivo para não praticar. “Quando aprendemos um novo idioma, treinar com quem está pelo menos um nível acima é fundamental para consolidar e aumentar o vocabulário. Cometer pequenos deslizes de gramática ou pronúncia é normal. Afinal, fizemos isso aprendendo nossa primeira língua. O importante é se comunicar”, afirma. O especialista pontua sete dicas para destravar de vez o inglês. 

1- Autoconfiança é tudo 

Confie no que você estudou e nos conteúdos que acompanhou. Tudo isso é linguística para garantir uma boa performance na hora de conversar em inglês. Boa parte da desenvoltura ao falar outra língua está na autoconfiança. Nunca duvide de si mesmo. Inclua gestos e faça perguntas. 

2- Pratique sozinho 

“Uma boa estratégia é gravar a si mesmo enquanto tenta contar uma história em inglês, por exemplo. Depois você pode ouvir o que gravou e encontrar pontos de melhoria que vão ajudar quando você tiver um interlocutor”, aconselha Schibelbain. Nosso cérebro é o primeiro a ter a informação. Depois, é só articulá-la em sons e a prática ajuda muito. 

3- Não é preciso ter pressa 

É claro que os nativos daquele idioma, muitas vezes, falam de forma rápida, abreviando e reduzindo os sons. Mas isso não significa que você também precise falar na mesma velocidade, principalmente no começo. Tente desacelerar enquanto fala, assim seu cérebro terá tempo de pensar no que está sendo dito e os possíveis desvios se tornarão cada vez menos frequentes. 

4- Errar é normal 

“Cometer erros é natural ao falar qualquer idioma, até mesmo o português, que ouvimos e falamos desde bebês. Então, não se culpe e nem se preocupe em ser perfeito na hora da conversação em inglês. Erros serão cometidos e está tudo bem, desde que você consiga transmitir sua mensagem”, ressalta. 

5- Leia em voz alta 

Outra maneira de praticar sem precisar ter um falante de inglês por perto é ler em inglês. Vale usar livros, jornais, revistas, artigos da internet e até letras de músicas. Isso ajuda a treinar a pronúncia e a encontrar palavras, expressões ou sons em que se tem alguma dificuldade e, portanto, precisam de mais atenção na hora de serem pronunciadas. 

6- Cante em inglês 

Ouvir a pronúncia de falantes nativos ajuda muito a entender como cada palavra deve ser dita. E as músicas têm um papel importante nesse processo, porque são cantadas por artistas de muitos países falantes ou não do inglês. Então, solte a voz com aquelas canções de que você mais gosta: isso também é treinar. 

7- Vá em busca de vocabulário 

Em inglês, português ou qualquer idioma, há sempre muitas formas de dizer a mesma coisa. Pesquisar essas formas e descobrir novas palavras aumenta seu vocabulário e tem impacto significativo na maneira como você se comunica. “Assim, na hora de conversar com nativos, você terá muito mais desenvoltura”, finaliza o especialista. 

_____________________ 

Sobre o PES English 

O PES English é um programa de Inglês avançado destinado a escolas particulares. Ele oferece aos professores assessoria pedagógica especializada, portais de conteúdo e uso da língua inglesa, além de materiais didáticos internacionais publicados pela Cambridge University Press. Presente em mais de 400 escolas em todo o país e atendendo a mais de 100 mil alunos, a solução educacional tem como objetivo desenvolver as habilidades de leitura, fala, escrita e escuta do Inglês em alunos entre 3 e 16 anos. Com certificação e reconhecimento internacionais, o PES também oferece a escolas e alunos assessoria na administração e aplicação de exames de proficiência Cambridge e Michigan Assessment English.

Créditos: Freepik


Postar um comentário

0 Comentários