Luziânia sedia projeto piloto de proteção e defesa da mulher

Luziânia sediou o primeiro Encontro Técnico de Integração da Rede de Proteção e Defesa da Mulher nos municípios brasileiros. Uma edição piloto que tem por escopo proporcionar comunicação, articulação e comprometimento entre os serviços ofertados à mulher em situação de violência doméstica e familiar, para o início ou fortalecimento de um trabalho integrado (uma rede)


O evento aconteceu nos dias 01, 02 e 03 deste mês – na Escola de Tempo Integral de Luziânia – e é coordenado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão ligado ao Ministério da Justiça. Participam do encontro a Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Perícia Oficial, Defensoria Pública, Ministério Público, Poder Judiciário, com os setores das Secretarias Municipais de Segurança, Saúde, Trabalho e Emprego, Educação e Assistência Social, OAB e OSC’s, assim como todos os atores envolvidos na prevenção da violência doméstica e familiar contra a mulher.

Para o prefeito Diego Sorgatto, o evento é muito importante, “porque cabe ao Estado a garantia do direito fundamental à segurança das mulheres em situação de violência, inclusive no âmbito doméstico e familiar”. “A articulação do Ministério da Justiça e Segurança Pública com os demais atores envolvidos na temática de proteção e segurança das mulheres fará com que o combate a este inaceitável crime continue a acontecer em nossa sociedade”, concluiu.

Postar um comentário

0 Comentários