Empreendedorismo feminino será destaque no Brasília Innovation Week

 

 3ª edição do evento acontece de 7 a 11 de dezembro e a programação trará atividades especiais para as mulheres do ecossistema de inovação 


O Brasília Innovation Week ganha mais uma edição em dezembro, e será, de 7 a 11 de dezembro, no Biotic - Parque Tecnológico de Brasília. O evento visa fomentar o surgimento de novos negócios, fortalecer os projetos locais e conectar os atores-chave do ecossistema de inovação do Distrito Federal e Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE). 


A iniciativa integra o projeto Startup Brasília 2030 (SB2030), realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal (FAPDF) e executado pela Associação das Startups e Empreendedores Digitais (Brasil Startups). A participação é 100% gratuita e as inscrições podem ser confirmadas no site: https://bit.ly/eventos-brasilstartups.


"O Brasília Innovation Week é mais uma oportunidade de capacitação, geração de networking e troca de experiências que oferecemos aos nossos empreendedores para que possam se desenvolver e dar mais um passo para o desenvolvimento de negócios de impacto",  afirma o diretor-presidente da FAPDF, Marco Antônio Costa Júnior.


Na nova edição marcada para dezembro, o empreendedorismo feminino será um dos destaques da programação e as atividades incluem: pitch com três startups lideradas por mulheres; mentoria com Victória Porto; painel do ecossistema de startups com cinco mulheres participantes e meetup com Ludmila Barros, que terá como tema “Mulheres do Brasil”. 


A diretora da Brasil Startups, Tatiana Marques, celebra o aumento da participação feminina nos últimos anos. Ela cita a própria estrutura da entidade organizadora do evento, que atualmente conta com mais mulheres do que há oito anos. 


De acordo com a diretora, no DF, poucas startups contam com fundadoras ou com CEOs mulheres à frente dos empreendimentos. A ideia é mudar essa realidade e ampliar a participação feminina, não só no Brasília Innovation Week, mas também em outras ações previstas no projeto Startup Brasília 2030. 


“Iremos ofertar dentro do projeto 45 capacitações, sendo livre a participação, e vamos fazer incentivos para que as mulheres se apropriem de todas as oportunidades existentes no mercado. Assim como também vamos buscar mapear startups que tenham mulheres na liderança para que sejam apresentadas para investidores, entre outras iniciativas, e para colocar em evidência as mulheres do nosso ecossistema”, ressalta.   


Além das atividades voltadas para esse público, a diretora reforça que nesta edição o potencial feminino também estará em evidência nas apresentações, isso porque 70% dos palestrantes e mentores convidados pela organização serão mulheres.


Durante a terceira edição do evento ainda será lançada uma comunidade para mulheres empreendedoras. A intenção, de acordo com a diretora da Brasil Startups, é pensar em soluções em conjunto para fortalecer e incentivar a participação feminina no ecossistema. O grupo, que está previsto para ser criado no dia 11 de dezembro, ainda terá a missão de mapear as iniciativas existentes e, também, viabilizar a criação de um programa próprio para apoiar as empreendedoras. 


Mais destaques da programação - O Innovatour Investor está de volta na 3ª edição do evento. A ação coloca uma van à disposição para investidores e atores principais do ecossistema possam visitar startups, coworkings e projetos sediados em Brasília, além de outras atividades promovidas pelos parceiros. Como parte da programação, haverá, ainda, um workshop sobre “como se tornar um investidor no segmento de startups”, ministrado por mentores da pela Cotidiano Aceleradora de Startups (C.O.T.I). A atividade é gratuita e as vagas são limitadas. 


Mais uma vez, a programação inclui mentorias e workshops com profissionais experientes na área e meetups no estilo happy hour com a participação de atrações musicais, tudo para propiciar o networking e fomentar novas parcerias e o surgimento de novos negócios. Alguns dos temas abordados nas mentorias nos quatro dias de evento serão: Como aumentar o Valuation da sua Empresa/Startup; Como encantar e criar marketing de propósito (Case Disney) e Mentalidade Financeira - Ajustando o financeiro da sua empresa.

A programação contemplará, entre outras agendas, um espaço dedicado às Edtechs, no dia 10 de dezembro, das 15h30 às 19h30, e Nathália Kelday falará, às 17h, sobre “Impactos da Edtechs no futuro dos alunos”.

Escola do Futuro - O Brasília Innovation Week terá uma agenda voltada para o Projeto Retina, iniciativa que visa desenvolver a integração entre a comunidade escolar e o ecossistema de tecnologia e inovação. A ação faz parte do programa “Escolas Inovadoras”, criado pela Secretaria de Educação e financiado pela FAPDF para transformar o ambiente escolar e contribuir para a formação do projeto de vida dos estudantes. 

Durante o evento, estão previstas atividades on-line, no dia 10 de dezembro, das 19h às 21h, e no dia 11 de dezembro, das 9h às 11h45. Serão apresentações e uma série de roda de conversa com educadores e estudantes da Escola Técnica de Ceilândia para tratar sobre a educação do futuro. Espera-se que, a partir do Retina, os estudantes beneficiados possam participar de jogos, hackathons e Demo Days. O protótipo de inovação será implementado, no próximo ano, a partir de um curso ofertado pela escola

Experiência de valor - Após a realização de duas edições do evento, com uma programação intensa e variada, empreendedores locais celebram a iniciativa, que coloca no mesmo espaço os principais atores do ecossistema, e ainda gera oportunidades para o desenvolvimento e rentabilidade dos negócios. 


Laylla Toledo, neuropsicóloga, psicopedagoga, cientista de dados e founder da Healthtech e-Sinapse, participou das duas primeiras edições, de forma on-line na primeira, e presencial, na segunda. A empreendedora conta que o evento propiciou a oportunidade de criar conexões estratégicas, como a aproximação com players do setor público, com isso a solução da e-Sinapse poderia alcançar ainda mais pessoas. 


A startup de Laylla, a e-Sinapse desenvolve uma solução voltada para telerreabilitação cognitiva para pessoas com o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Transtorno do Processamento Auditivo Central (TPAC) e problemas de aprendizagem. Após ser selecionada no programa Start BSB da FAPDF, a solução deve chegar em breve ao mercado.


Entusiasta do ecossistema de inovação, o founder e CEO da startup Legislapp, solução de monitoramento da atividade legislativa voltada para profissionais de Relações Governamentais, Luar Faria elogia a iniciativa e o local escolhido para sediar o evento. Para ele, o BIOTIC representa um pólo promissor para o desenvolvimento de novas tecnologias.


O empreendedor participou do Demo Day durante a segunda edição do Brasília Innovation Week, e a presença no evento gerou novas conexões e perspectiva de negócios no futuro. O CEO ainda pontua que o cenário da pandemia do coronavírus trouxe novos desafios para os empreendedores, e a volta de eventos presenciais se mostra um caminho importante para fomentar negócios inovadores. “Iniciativas como o Brasília Innovation Week parece ser como aquela janela com sol radiante que se abre para o ecossistema de startups e empreendedores de Brasília”. 


Saiba mais sobre o projeto Brasília Startup 2030 no site: brasilstartups.org

Serviço

O quê: Brasília Innovation Week - 3ª edição

Quando: 7 a 11 de dezembro.

Onde: Parque Tecnológico de Brasília – BIOTIC, Lote 4,Granja do Torto, Brasília/DF

Horário: 7 a 9 de dezembro, das 16h às 21h, 10 de dezembro, das 15h30 às 21h e 11 de dezembro, das 9h às 12h

Inscrições e programação: https://bit.ly/eventos-brasilstartups

Postar um comentário

0 Comentários