Goiânia 88 anos: A reconstrução do esporte municipal é destaque da gestão

Após sete anos, Goiânia voltou a contar com uma pasta exclusiva para o esporte. A Secretaria Municipal dos Esportes nos primeiros dez meses de gestão plantou todo o trabalho que será colhido ao longo dos próximos anos. O programa Goiânia Esportes, lançado já no primeiro mês de trabalho, apresentou todo o planejamento para os quatro anos de reconstrução do esporte na capital, por meio de parcerias com órgãos públicos e privados

Esporte | Foto: Divulgação

A parceria com o Ministério da Cidadania está proporcionando a Goiânia a disponibilização de recursos para a construção de um Centro Olímpico para categorias de base e iniciação esportiva. O principal velódromo da região centro-oeste também já está em fase de empenho. Duas pistas de Skate também já estão encaminhadas, além de uma grande parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro para o desenvolvimento das ações paradesportivas na cidade.

O principal programa da pasta é o Esporte nos Bairros, que oferece 17 modalidades esportivas em seis locais diferentes espalhados por todas as regiões da cidade. A ação ocorre de janeiro a junho e de agosto à novembro. Atualmente, cerca de mil alunos já são atendidos. Para 2022, a intenção é chegar a 5 mil.

Já o programa Férias no Parque oferece uma super maratona de atividades nos parques administrados pelo município. A movimentação ocorre durante os meses de julho e dezembro.

A Copa Master de Futebol, competição realizada com sucesso em 2021, trouxe aos gramados do Estádio Olímpico grandes ídolos que fizeram história no futebol goiano. No tênis, uma grande novidade: foi lançado o Ranking de Tênis – Macambira-Anicuns, o primeiro ranking público da região Centro-Oeste. As competições acontecem no Parque Municipal Odilon Soares, com grandes desafios entre os competidores.

Arthur Magalhães, da editoria dos Esportes

Postar um comentário

0 Comentários