Bizu Jurídico: especialistas em Direito debatem assuntos de interesse da população

 Direito do Trabalho e de Sucessão são algumas das áreas que viraram tema nos vídeos

O curso de Direito da Faculdade Anhanguera Anápolis lançou a ação digital "Bizu Jurídico". Veiculado no canal do curso no Instagram , o projeto consiste em uma série de vídeos de orientação sobre leis e direito, destinados à comunidade acadêmica e à população em geral. Com linguagem acessível, os professores da instituição abordam temas relevantes e de interesse público.

A coordenadora do curso de Direito , Juliana Augusta Barbosa dos Santos, foi quem idealizou o projeto. "Tive a ideia pois esse modelo de conteúdo chama atenção dos alunos, envolve os professores e promove o engajamento aluno, professor e sociedade", afirma.

A professora conta que convidou os docentes a sugerirem os temas, que são publicados semanalmente, às sextas-feiras. No mês de setembro, já foram ao ar vídeos sobre inventário extrajudicial, férias trabalhistas e sufrágio universal. O último a ser abordado é difusão vermelha, que diz respeito à possibilidade de prisão da pessoa que se encontra em país estrangeiro e contra a qual existe mandado de prisão expedido por autoridade brasileira, e também é válida para a prisão daquele que, estando em território nacional, possuir a custódia decretada em outro país.

Segundo a professora, o projeto coloca em discussão assuntos de interesse acadêmico aos estudantes. "O conteúdo dos bizus é curto, então, a partir dele, a curiosidade da informação é despertada no aluno. Assim, ele pode procurar o professor para mais esclarecimentos, bem como pedir indicações de fontes de pesquisa", afirma a professora.

Já para a população, os temas podem ser úteis e abrir o caminho para uma orientação jurídica mais aprofundada. "Como são temas do dia a dia, a população, ao ver e escutar a dica do professor, pode, através dele, ter um olhar para determinada situação que até então desconhecia e assim, buscar nas vias judiciais seus direitos. Exemplo foi o Bizu da professora Sarah, sobre inventário extra judicial".

Curiosidade - A expressão "bizu" vem do tempo da chegada da Família Real Portuguesa em solo brasileiro. Àquela época, os alunos usavam um livro de um autor francês chamado Etienne Bezout. À época, o "Bezout" caiu na boca do povo como essencial para as aulas de matemática. Tamanho seu sucesso, foi abrasileirado para bizu e hoje significa, compartilhar informação, passar adiante algum comentário, dica ou macete.

Acesse o canal e acompanhe o projeto: https://www.instagram.com/direito.fa/



Postar um comentário

0 Comentários