Gastronomia Sustentável ressalta importância de alimentos funcionais e substâncias ativas

 

As combinações corretas na hora de cozinhar permitem aos nutrientes dos alimentos a interação, o que melhora a absorção de todos pelo corpo
Créditos: Jasmine Alimentos

Não é de hoje que se fala em sustentabilidade na utilização dos recursos naturais do planeta. Tanto é verdade que, a cada ano, mais setores da economia têm investido em iniciativas que validem esse conceito em seus negócios e instituições. Com a área de alimentos não é diferente. A Gastronomia Sustentável está diretamente ligada à mudança nos impactos causados pelo consumo alimentar. Mas, na prática, o que significa Gastronomia Sustentável? 

De acordo com a engenheira de alimentos Erika de Almeida, o termo se refere ao maior consumo de alimentos nutritivos e funcionais, ao mesmo tempo em que estimula iniciativas que evitem desperdício de alimentos. “A gastronomia sustentável é um conjunto amplo de práticas que promovem melhorias não só na qualidade de vida das pessoas, mas, também, trazem benefícios ao meio ambiente. O setor de alimentos envolve, portanto, consumidores, produtores e varejistas, e se estende aos restaurantes e indústria alimentícia”, pontua. Ou seja, esse movimento mundial compreende toda uma cadeia produtiva: uso de energia, destinação correta de resíduos, diminuição de resíduos, coleta seletiva. São ações que afetam diretamente o clima do planeta.

A Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO) - agência especializada da ONU que lidera os esforços internacionais para erradicar a fome no mundo - estima-se que um terço de todos os alimentos cultivados seja perdido ou desperdiçado, uma quantia avaliada em quase US$ 3 trilhões. Por isso, o tema tem sido pauta constante da instituição, já que a gastronomia sustentável teria a força de promover desenvolvimento agrícola e a produção consciente de alimentos, além de fortalecer a conservação da biodiversidade e a segurança alimentar das comunidades. “No dia a dia, as pessoas podem promover essas ações ao apoiar a produção orgânica, escolher fornecedores locais e criar receitas que aproveitem os alimentos integralmente”, complementa a analista de pesquisa e desenvolvimento da Jasmine Alimentos.

Alimentação Funcional

A pandemia causada pela Covid-19 trouxe orientações e novos protocolos sanitários, como o distanciamento social. Com isso, home office e homeschooling tornaram-se palavras corriqueiras. O fato é que, com a mudança na rotina, as pessoas estão mais tempo dentro de suas casas e passaram a prestar mais atenção à alimentação, resgatando alguns hábitos saudáveis. Uma pesquisa realizada em julho de 2020, conduzida pela Galunion com a Qualibest, apontou que 93% dos brasileiros estão cozinhando e preparando sua própria

comida. Para a nutricionista da E4 e consultora da Jasmine, Fernanda Seiffer, “é aí que entra o conceito de gastronomia funcional, nada mais que técnicas culinárias usadas para preservar os nutrientes dos alimentos funcionais, aqueles que fornecem substâncias ativas para promover benefícios à saúde.”

De acordo com a nutricionista, a gastronomia funcional e culinária saudável passam  pela qualidade dos alimentos e métodos de produção, já que a consciência ambiental está associada às escolhas alimentares diárias. “Então, podemos destacar preocupações como a bioacessibilidade”, quantidade de um composto ativo ou nutriente liberado no trato gastrointestinal, tornando-se disponível para absorção e, ainda, a “biodisponibilidade alimentar”, porção de nutrientes desses alimentos que realmente são absorvidos e aproveitados pelo organismo”, finaliza Fernanda Seiffer, atentando que os nutrientes dos alimentos interagem entre si, de forma a melhorar ou piorar o processo absortivo. Por isso, a importância das combinações corretas na hora de cozinhar.

 

Sobre a Jasmine Alimentos

A Jasmine Alimentos é uma empresa referência em alimentação saudável. Com produtos categorizados em orgânicos, zero açúcar, integrais e sem glúten, a marca visa atingir o público que busca alimentos saudáveis de verdade e qualidade de vida. A operação da Jasmine começou de forma artesanal há 30 anos, no Paraná. A Jasmine está consolidada em todo Brasil e ampliando sua atuação para a América Latina. Desde 2014, a marca pertence ao grupo francês Nutrition et Santé, detentor de outras marcas líderes no segmento saudável na Europa.

Mais informações: www.jasminealimentos.com