Glaustin e Jacques Vanier divulgam edital de R$ 2 mi para a cultura goiana

A convite do deputado federal, humorista participou de anúncio de pacote para dinamizar espaços artísticos e promover festivais online em cidades goianas



O humorista e influenciador digital Jacques Vanier ajudou a divulgar o lançamento de um edital de R$ 2 milhões da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) para dinamizar espaços culturais, por meio de eventos online, e promover geração de renda a trabalhadores da classe artística durante a pandemia. Ele se reuniu nesta terça-feira (16) com o secretário interino César Moura, a convite do deputado federal Glaustin da Fokus (PSC-GO).

Famoso por representar costumes e linguagens do povo goiano, com mais de 3 milhões de seguidores no Instagram, Jacques Vanier destacou que o edital valoriza a cultura do estado. “Morei nos Estados Unidos e sempre busquei resgatar um pouquinho disso, para que o Brasil e o mundo saibam o tanto que é bom nós falarmos porta, porteira e portão”, brincou o humorista, com sotaque puxado para o R, em vídeo publicado nas redes sociais do deputado federal.

“A notícia é um alívio para o setor cultural, paralisado há um ano por conta da pandemia de coronavírus”, comentou Glaustin. “Esse edital da Secult deve beneficiar 50 espaços e nove festivais musicais online, gerando emprego e renda para mais de mil trabalhadores ligados à classe artística.”

O secretário interino César Moura, que acumula neste momento a gestão da Secretaria de Estado da Retomada, reforçou ainda que o governador Ronaldo Caiado também liberou R$ 112 milhões para empréstimos a juro zero para micro e pequenos empresários, desde que não demitam funcionários. Segundo ele, o recurso deve contemplar a economia cultural ligada a bares e restaurantes, bastante prejudicados nos últimos 12 meses pelas medidas de isolamento social e fechamento do comércio para combater a pandemia.

César Moura informou a Glaustin e Jacques Vanier que os editais da Secult foram pensados e redigidos após ouvir diversos representantes do segmento. “Com os espaços sem poder receber público, é preciso garantir a subsistência das famílias que dependem desses postos de trabalho”, afirmou o secretário.

Investimentos
Do total de R$ 2 milhões, R$ 1,250 milhão será destinado para contemplar mais de 50 espaços como centros culturais, cineclubes, cinemas, galerias de arte, teatros e pontos privados (com ou sem fins lucrativos) ou públicos, ligados às prefeituras do interior goiano. A estimativa é de gerar 600 empregos diretos.

Os R$ 750 mil restantes serão destinados a nove projetos de apoio a eventos e festivais produzidos para a internet nas áreas de artes visuais, cinema, circo, dança, letras, música e teatro, com 450 empregos diretos previstos.