Entrevista Eleições 2020: Aline Freitas - Valparaíso

O blog Isso é Goiás começa está com uma série de entrevistas com nomes postulantes a vereador no Entorno Sul do Distrito Federal.

 

Desta vez, abrimos espaço para Aline Freitas, candidata a vereadora pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Valparaíso de Goiás.

 

Essas matérias especiais objetivam apresentar a população da cidade, quem são e o que fazem os candidatos que pretendem concorrer aos cargos eletivos nas Eleições Municipais do próximo dia 15 de novembro.

 

Confira abaixo o nosso bate-papo na íntegra com Aline Freitas: 

1- Quem é Aline Freitas? 

 Sou Aline Freitas, moradora de Valparaiso há 25 anos.

Sou formada em Letras e neuropsicopedagoga. Como professora, coordenei vários festivais de inglês, atuei como professora pelo PRONATEC e IFB e, sou atuante na área de libras lutando sempre pela acessibilidade de PCD's. Sempre militei pela igualdade racial por sofrer na pela a discriminação. Culturalmente, atuei no governo atual, na construção de políticas públicas como: construção do Sistema Municipal de Cultura e Plano Municipal de Cultura. Por meio de minha empresa de eventos, participei de licitações junto a SECULT do Distrito Federal e atuei como produtora e assessora de imprensa em eventos como: Semana da Consciência Negra, Réveillon da Prainha e outros shows musicais de médio e grande porte.


2 - Quando surgiu engajamento político?

Meu bisavô, Armando de Moura foi comandante do Corpo de Bombeiros do antigo Estado da Guanabara (atual Rio de Janeiro), e desta forma, teve laços extreitados com Fundador do PDT Leonel Brizola. Por este motivo minha família sempre construiu ideais baseados na liberdade e autonomia socialista e democrática. A política sempre esteve atrelada em minhas atividades diárias e participei como coordenadora de vereadores tendo sempre bons resultados.


3 - Por que lançar uma candidatura a vereadora em Valparaíso?

Por acreditar no avanço desta cidade, tenho certeza que conseguirei fazer um trabalho eficiente para a população negra ser inserida nos espaços de poder e acesso ao mercado de trabalho. Existem várias ferramentas que podem ser implantadas para que haja reconhecimento identitário na perspectiva educacional, assim como a utilização de um critério unicamente racial nas políticas de acesso ensino superior, saúde e segurança desse grupo, o recorte racial em situação de extrema pobreza e o combate ao racismo necessitam de forma emergencial serem discutidas com vistas à diminuição das desigualdades raciais. A luta de PCD é igualmente deixada a margem quanto a racial. Por essas minorias que na realidade são maiorias que também procurarei legislar.


4 - Como vê o atual governo do Pábio Mossoró?

O governo do Pábio está em ascensão, foram muitas as realizações em todas as pastas. Acredito que esses 4 anos foram pra colocar a casa em ordem e tenho certeza que quando ele for reeleito colocará Valparaíso em uma posição privilegiada em relação as cidades do entorno de Brasília.


5 - Porque apoiar a reeleição de Mossoró?

Apoio a reeleição por ter a certeza que ele é comprometido com a população e tem respeito por ela. Pabio cresceu com a cidade, executou projetos que funcionam; a Cultura é um exemplo disso.


6 - Qual é a sua avaliação da atual Câmara Municipal?

Razoável! Até temos bons parlamentares, alguns deles estão em consonância com Pábio, ajudaram a fiscalizar e criar projetos de leis que foram favoráveis para a cidade, contudo está na hora de renovar. Precisamos de uma bancada sólida e comprometida com Mossoró.


7 - Como anda a aceitação a sua campanha à Câmara de Vereadores?

Felizmente antes de ser candidata, participei de projetos voltados para a população e por isso tenho respaldo para dizer que as pessoas reconhecem esses trabalhos e estão confiantes na vitória de alguém que de fato irá trabalhar para o povo.


8 - Deixe aqui uma mensagem à população da cidade.

Gostaria que as pessoas lessem mais, se informassem sobre o que de fato acontece em sua cidade. A chuva de fake news é enorme. Por mais informações que a mídia ofereça é necessário que sejam apuradas. Peço ainda que as pessoas se conscientizem que precisam votar aqui, muitos cidadãos votam em outros lugares e isso prejudica muito o processo eleitoral e a evolução da cidade.