Folha de S. Paulo: Marconi nomeia acusado de crimes pra comandar PM

O jornal Folha de S. Paulo publicou nesta quinta-feira, 10, reportagem mostrando que o governador Marconi Perillo (PSDB) nomeou o tenente-coronel Ricardo Rocha para o comando do policiamento de Goiânia

Rocha chegou a ser preso acusado de integrar um grupo de extermínio formado por PMs e é investigado por ao menos 15 assassinatos. Mesmo após recomendação contrária do Ministério Público de Goiás e Federal, o governador decidiu manter o tenente-coronel no cargo.

Promotores e procuradores alegaram, em pedido encaminhado ao governo, que a nomeação do militar era um “incentivo para os excessos e violência policial”, destacou a Folha. O governo rebateu que não há nenhuma condenação contra o tenente-coronel. O próprio vice-governador e secretário de Segurança Pública, José Eliton, decidiu nomear uma banca de advogados para defender possíveis excessos cometidos por policiais.

Em 23 de junho, Rocha vai à júri popular por um dos crimes atribuídos a ele. Ricardo Rocha também é alvo de investigações da Força Nacional de Segurança, da Polícia Civil e da Polícia Federal. Em meio a escalada da violência na capital, Ricardo Rocha foi escolhido para assumir o comando da capital em 29 de fevereiro.

Leia a reportagem da Folha de S. Paulo na íntegra aqui.

Postar um comentário

0 Comentários