Sintego acusa governo de desviar verba de educação para Agetop

A presidente do Sindicato dos Professores em Educação de Goiás (Sintego), Bia de Lima, apontou em entrevista a face cruel do governador Marconi Perillo (PSDB) com a educação

Além de querer terceirizar as escolas públicas estaduais e entrega-las às Organizações Sociais (OSs) o governo ainda desvia, segundo ela, os 25% da arrecadação que a Constituição determina que sejam aplicados na Educação para outras áreas.

“O governo de Goiás retira recursos da Educação, desviando os 25% constitucionais para a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop)”, garante a sindicalista. Ela diz ainda que há mais de quatro anos o Conselho Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) não se reúne no Estado. “Não sei como tem sido aprovadas as contas. Mas o controle absoluto que o governo exerce sobre todos os poderes, dá nisso. Ninguém investiga”, lamenta.