Governo de Goiás anuncia retomada da manutenção das rodovias estaduais

Em solenidade que marcou a primeira assinatura de ordem de serviços do ano, o governador Marconi Perillo assegurou R$ 212 milhões para a segunda fase do Rodovida Manutenção e para a conclusão da construção dos dez Centros de Atendimento Socioeducativo (Cases), todas obras executadas pela Agetop

A assinatura foi no final da manhã desta quinta-feira, dia 14, no Auditório Mauro Borges, do Palácio Pedro Ludovico, em Goiânia.

Manutenção
Pelo programa Rodovida Manutenção serão recuperados 12.716,60 quilômetros de rodovias pavimentadas e outros 8.883,20 quilômetros de estradas não pavimentadas, além de 27 aeródromos e dez balsas.

O governador Marconi Perillo iniciou o pronunciamento relembrando que assumiu como compromisso pessoal viabilizar recursos necessários para a construção das casas de apoio aos socioeducativos. Ele também mencionou que conduziu amplo estudo e planejamento para conseguir reverter um valor tão expressivo para a conservação da malha viária do Estado. “Esses recursos estão assegurados. Considerando os 11 meses de trabalho que teremos pela frente, dá uma média de 20 milhões por mês, investidos na manutenção e conserva de nossas estradas. E ainda estamos exigindo que, a cada 30 dias, seja feita a prestação de contas da Agetop para a Secretaria da Fazenda, Casa Civil, Detran. Serei o tesoureiro pessoal desse investimento e vou cuidar para que seu pagamento seja feito rigorosamente”, declarou Marconi.

Ele ainda recordou que está diretamente em contato com a Secretaria da Fazenda para que sejam levantados recursos, via empréstimo bancário, necessários para reconstruir 1.100 quilômetros de estradas que estão completamente deterioradas, segundo estudo da Agetop.


O presidente da Agetop, Jayme Rincón, lembrou as péssimas condições das estradas no ano de 2011, quando foi lançado o programa Rodovida. “Nos últimos quatro anos, de forma planejada, reconstruímos 5.500 mil quilômetros de estradas deterioradas e ainda construímos outros 2.500 quilômetros”, contabilizou. Com os novos recursos autorizados pelo Governo de Goiás, o presidente disse focar na conservação da malha construída e estender também os cuidados para a malha não pavimentada.

Sobre os Cases
Do total de recursos liberados, R$ 27 milhões serão destinados à construção ou ampliação das unidades de recuperação de menores em situação de conflito, e que precisam cumprir medida socioeducativa de internação, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente. A estrutura contará com 16 alojamentos, pátio interno, centro de convivência, solário, biblioteca, almoxarifado, salas, refeitório e ambulatório. Ainda terá alojamento para professores e agentes de segurança, com salas destinadas para atividades diversas e recepção.



A distribuição dos Cases foi feita da seguinte forma: Anápolis (80 vagas, com 70% das obras concluídas), Caldas Novas (obras iniciadas, 58 vagas), Goiânia (32% das obras concluídas, 82 vagas no Conjunto Vera Cruz e obras iniciadas na Chácara do Governador), Itumbiara (obras iniciadas, 52 vagas), Rio Verde (obras iniciadas, 58 vagas), São Luiz dos Montes Belos (obras iniciadas, 46 vagas).



- See more at: http://www.goiasagora.go.gov.br/autorizados-r-212-milhoes-para-obras-da-agetop/#sthash.5Odk68DT.dpuf
O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, assinam nesta quinta-feira ordens de serviços para o início das atividades do Programa Rodovida Manutenção II



O evento será no Salão Verde do Palácio das Esmeraldas, às 11 horas.


Segundo a Agetop, as empresas detentoras dos contratos estão autorizadas a realizar serviços de conservação rotineira nas rodovias estaduais pavimentadas e não pavimentadas, num total de 21,7 mil quilômetros, nos 27 aeródromos estaduais e ainda em 10 balsas que fazem a travessia em rios goianos.

Ainda será assinada a ordem de serviço para a construção e conclusão de reforma e ampliação de oito Centros de Atendimento Sócioeducativos (Cases) nas cidades de Anápolis, Caldas Novas, em Goiânia (três unidades), em Itumbiara, Rio Verde e São Luiz dos Montes Belos.