Corumbá de Roriz vai aumentar em 30% o abastecimento no DF e Entorno

O abastecimento de água em Brasília e Entorno ganhou um reforço importante na manhã desta quinta-feira, dia 9 de abril, com a liberação de R$ 104,9 milhões para as obras do Sistema Produtor de Água Corumbá. Fruto de um consórcio entre a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e o Saneamento de Goiás (Saneago), a iniciativa de captação e distribuição de água vai beneficiar 1,3 milhão de moradores de parte do DF e de algumas cidades vizinhas.

A vice-presidente da Câmara Legislativa, deputada distrital Liliane Roriz, esteve presente no evento e lembrou de seu pai, o ex-governador Joaquim Roriz, que antes mesmo de qualquer possibilidade de uma crise hídrica no país, se adiantou com a construção de Corumbá IV – que garante água ao DF e Entorno pelos próximos 100 anos.

“Com muita coragem Roriz teve a iniciativa de criar Corumbá IV. Nós não sabíamos que há 20 anos, quando ele pensou nisso, poderia faltar água no DF e hoje, eu fico muito feliz e emocionada em saber que essa foi a visão de um homem que queria o bem desta cidade, além de me trazer uma responsabilidade muito grande de tentar continuar o trabalho feito por esse grande homem que é Joaquim Roriz”, destacou Liliane.

Orçado em mais de R$ 400 milhões, o Sistema Produtor de Água Corumbá tem previsão de entrar em operação dentro de dois anos e aumentará em 30% a oferta de água na capital. Todos esses recursos são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 1 e 2 do governo federal repassados às unidades da Federação.

“Temos que reconhecer que Roriz foi quem começou isso tudo e hoje, nós continuamos essa obra, pelo bem dos cidadãos”, disse o governador Rodrigo Rollemberg, que foi endossado pelo governador de Goiás, Marconi Perillo. “Enquanto assistimos a enorme dificuldade de abastecimento em estados como São Paulo, há 20 anos já começamos a planejar medidas que garantirão o abastecimento para Goiás e o Distrito Federal”, ressaltou.

Serão beneficiados diretamente pelo novo sistema produtor de água os moradores de Santa Maria, Gama, Recanto das Emas, Samambaia, Ceilândia, Taguatinga, Águas Claras e Núcleo Bandeirante. Isso vai reduzir a pressão sobre a barragem do Descoberto, que responde por dois terços do abastecimento do Distrito Federal. No Entorno, receberão água do Corumbá as cidades de Valparaíso, Novo Gama, Cidade Ocidental e Luziânia.

Fonte: Redação